Com 1,2 mil processos para julgar, TRE acelera julgamentos

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pretende zerar todos os processos que tramitam no órgão desde 2006.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pretende zerar todos os processos que tramitam no órgão desde 2006. Ao todo cerca de 1200 processos estão pendentes de julgamentos. Para cumprir a meta, segundo o presidente do TRE, desembargador Raimundo Eufrásio, a solução é acelerar o julgamento dos processos.

De acordo com o desembargador, somente neste ano, mais de 230 processos já foram julgados. ?Estamos julgando em média de 22 processos por sessão?, explicou, acrescentando que as sessões acontecem sempre as segundas e terça-feira. Eufrásio lembrou que a demanda do tribunal é crescente e que, muitas vezes se ultrapassa o horário de trabalho para que a meta seja cumprida. A maioria dos processos, conforme reiterou o desembargador, referem-se a doações irregulares de campanha e julgamentos de processos referentes ao pleito de 2008.

Nesta segunda-feira, a Corte do TRE já colocou em pauta o julgamento de 14 ações de doações de campanha, além da análise das prestações de contas de vereadores em Lagoa do Piauí, Demerval Lobão, além de uma ação penal contra o prefeito de Sebastião Barros e do julgamento da prestação de contas da prefeitura de Demerval Lobão, referentes às eleições de 2008. Já nesta terça-feira, está previsto o julgamento de dez doadores de campanha, além de mandato de segurança no Município de Caracol, uma ação penal contra vereadores de Sebastião Leal e uma representação contra o prefeito de Socorro do Piauí, por captação irregular de sufrágio. (M.M)

Fonte: Mayara Martins