Com dívida de R$ 2 bi, deputado mais rico do Brasil tenta reeleição em AL

Lyra, que é o deputado mais rico do Brasil, declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que seus bens somam R$ 246 milhões.


Com dívida de R$ 2 bi, deputado mais rico do Brasil tenta reeleição em Alagoas

O deputado federal João Lyra (PSD-AL) deverá gastar R$ 3 milhões na campanha em Alagoas para reeleição que poderá levá-lo ao terceiro mandato na Câmara Federal. Lyra, que é o deputado mais rico do Brasil, declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que seus bens somam R$ 246 milhões.

O empresário tem uma dívida estimada em R$ 2 bilhões com credores do Grupo João Lyra, conglomerado que reúne dez empresas dos ramos da agroindústria sucroalcooleira, fertilizantes e adubos, e com empregados dessas empresas e das usinas de cana de açúcar.

Em fevereiro deste ano, o TJAL (Tribunal de Justiça de Alagoas) decretou falência do grupo e as empresas estão sendo administradas por credores.

Em maio deste ano, a Justiça proibiu o deputado de entrar na Usina Laginha, localizada em União dos Palmares (a 78 km de Maceió), depois que administradores e gestores da massa falida informaram à Justiça que Lyra estaria no local ameaçando e intimidando os funcionários.

Segundo dados do TSE, a Usina Laginha é o bem mais valioso de Lyra, no valor de R$ 196 milhões e está em processo de falência.

Em 2008, o MPF (Ministério Público Federal) flagrou 53 trabalhadores da Usina Laginha em situação análoga à escravidão, com condições de trabalho degradantes e se submetendo a jornadas exaustivas.

Bens

Na declaração do TSE, João Lyra informou que incorporou R$ 16 milhões ao capital da Usina Laginha.

Entre seus bens estão a empresa LUG Táxi Aéreo, situada em Maceió, no valor de R$ 14 milhões, e fazendas Imburi (Pilar?AL), Cotia (Canápolis?MG) e Guaxuma II (Coruripe?AL), que somam R$ 140 mil, e Santa Thereza e Moita Redonda (Atalaia?AL), no valor de R$ 2 milhões. Além da aquisição de 600 hectares de terra da fazenda Peri-Peri, localizada em Teotônio Vilela (a 104 km de Maceió), no valor de R$ 6 milhões.

Lyra tem cinco veículos de luxo, entre eles uma caminhonete Amarok, no valor de R$ 122 mil, uma Pajero, no valor de R$ 105 mil, e um Tiguan, no valor de R$ 102 mil.

Lyra é pai de Teresa Collor, a viúva de Pedro Collor, irmão do ex-presidente da República e candidato à reeleição neste ano, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL).

Por meio de nota, Lyra afirmou que os gastos da campanha "são naturais quanto os de qualquer outro candidato". Ele disse ainda que o valor de R$ 3 milhões apresentado ao TSE é uma projeção e poderá até gastar menos. O dinheiro da campanha será gasto na confecção de adesivos, santinhos, locomoção para o interior, hospedagem e alimentação.

O deputado não comentou sobre as dívidas contraídas.

Fonte: UOL