Começa disputa pelo comando da Câmara de Teresina

A elevada votação nas urnas pode não garantir ao ex-prefeito e a partir de 1º de janeiro a Firmino

A elevada vota??o nas urnas pode n?o garantir ao ex-prefeito e a partir de 1? de janeiro vereador Firmino Filho (PSDB) a presid?ncia da C?mara. H? pelo menos mais tr?s concorrentes a vaga de presidente. O pr?ximo presidente vai ter de suar a camisa e conversar muito para convencer os seletos eleitores que escolhem o presidente do poder legislativo municipal.

A vereadora Teresa Britto (PV) reconhece que a disputa j? come?ou e que h? pelo menos dois concorrentes oficiais e dois nos bastidores. Os concorrentes j? oficiais a vaga s?o os vereadores eleitos Firmino Filho e Edson Melo (PSDB).

Correm por fora dois tucanos e ex-presidentes da C?mara que v?o estrear novos mandatos no dia 1? de janeiro: Renato Berger e Jos? Ferreira. ?Mudou muito a composi??o da C?mara e tem a tradi??o de quem tem a maior bancada indica, mas isso vai se dar atrav?s de muita conversa?, disse a vereadora Teresa Britto destacando que n?o basta o PSDB ter a maior bancada para poder indicar o novo presidente.

O novo vereador e um dos postulantes a vaga de presidente, Renato Berger (PSDB) leva em conta que o presidente da C?mara pode ou n?o ser do PSDB. ?O partido com o maior n?mero de vereadores normalmente escolhe, mas n?o necessariamente. Na primeira vez que fui presidente

n?o era do partido do prefeito e nem do candidato a prefeito?, ponderou o vereador eleito. Sobre apresentar-se como candidato Renato Berger diz

que ainda pretende conversar com o prefeito para o seu retorno ou n?o para a Secretaria de Esportes.

?Primeiro vou ouvir o prefeito se volto para a secretaria. Caso ele n?o ache, ? uma coisa a se conversar com a bancada. Dentro da bancada

tem nomes como o Edson, o Firmino. Eu n?o vou dizer para voc? que eu n?o tenho interesse. Todo mundo tem?, comentou Renato Berger crescentando que s? buscaria a presid?ncia se n?o houvesse brigas.

Renato Berger defendeu ainda o acordo e preferiu n?o se posicionar sobre escolher entre Firmino Filho e Edson Melo. ?S?o grandes nomes?, comentou. Teresa Britto disse que j? foi procurada pelos candidatos a vaga, mas disse que n?o h? uma defini??o de qual nome pretende apoiar. ?Temos um grupo. Vamos discutir e decidir em quem vamos votar?, comentou a parlamentar acrescentando que o seu grupo pode at? mesmo n?o votar em um candidato do PSDB.

Para a parlamentar ? importante que o novo presidente do legislativo municipal a partir do ano que vem consiga ser uma figura capaz de aglutinar apoios e capacidade administrativa. ?Vamos analisar e ver ou um candidato do PSDB ou de outro partido. Vamos votar em um candidato que se aglutine em uma boa conviv?ncia e uma boa administra??o?, comentou.

A necessidade de uma boa administra??o para Teresa Britto deve-se ao fato de que a nova legislatura vai trabalhar na nova sede da C?mara, o que exige do novo presidente um perfil de administrador. ?A nova C?mara

precisa de uma boa administra??o e isso tem em todos os partidos?, comentou.

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte