Comerciantes da Rodoviária dos Pobres temem prejuízos

Segundo a vereadora Graça Amorim, a classe tem sido tratada com indiferença

Com o projeto de duplicação da BR 343, saída de Teresina à Altos, já perto de ser iniciado, os comerciantes que trabalham na chamada Rodoviárias dos Pobres tem ficado cada vez mais aflitos. Os trabalhadores temem prejuízos com a retirada do ponto, onde trabalham já há mais de 20 anos.

Ao todo, são 320 comerciantes que tiram seu sustento trabalhando no ponto. Há 10 anos eles pagam IPTU, água e energia elétrica do local.

A vereadora Graça Amorim convocou audiência para que os trabalhadores fossem ouvidos. Segundo ela, desde o início dos projetos de duplicação, essas pessoas têm sido tratadas com indiferença pelos gestores estaduais e municipais. A discussão continuará, com o Estado e a Prefeitura presentes, afim de que todos sejam ouvidos.

Fonte: Andrê Nascimento