Comissão ganha poder de investigação na Assembleia Legislativa

Poder de investigação no que se refere ao crime organizado

Em sessão ordinária realizada na manhã de ontem, a Assembleia aprovou por unanimidade a alteração regimental que modifica e amplia o rol de competências da Comissão de Segurança Pública, conferindo aos deputados que compõem a pasta poder de investigação no que se refere ao crime organizado, nisso, a denominação inclusive será modificada.

"Antigamente tratávamos apenas de políticas públicas voltadas para a segurança, só fazíamos discussão, agora essa nomenclatura mudou, vai se chamar Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado", relatou o presidente Firmino Paulo (PSDB).

O deputado indicou que o trabalho será ampliado com a aprovação da questão, verbalizando para as atribuições impostas e os limites derrubados com a medida. Desse modo, as informações que chegarem aos parlamentares do grupo poderão ser apuradas.

"Nesse incremento tivemos alteração no artigo que trata das competências da Comissão e elas serão ampliadas, podendo fazer agora investigações focadas no crime organizado, apurações, antigamente não tínhamos essa competência, essa atribuição", concretizou o parlamentar.

Com esse diagnóstico, Firmino Paulo preconiza que a atuação nesse âmbito poderá ser fortalecida, concretizando uma atuação mais enérgica e efetiva em casos do tipo.

"Se chegasse uma informação dessa, ela não seria possível que fizéssemos alguma apuração, alguma reunião, agora temos mais condições", sintetizou.

Fonte: Francy Teixeira