Condenado a devolver recursos, ex-prefeito diz ser pré-candidato

Tudo não passaria de denúncias das dezenas que são feitas, segundo José Lincoln.

O ex-prefeito de São Miguel do Tapuio, José Lincoln Sobral Matos, que foi condenado pela Justiça Federal em ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI) em 2009, diz, em nota, que se for "a vontade do grupo político, incluindo-se prefeito, vice e vereadores e, principalmente, da imensa maioria da população, será pré-candidato em 2012".


Condenado a devolver recursos, ex-prefeito diz ser pré-candidato

A ação na qual o prefeito foi condenado partiu do procurador da República Wellington Bonfim. O ex-prefeito nega que teria empregado indevidamente recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e do Programa Nacional de Alimentação Escolar- PNAE, nos anos de 2003 e 2004. Na nota, José Lincoln diz que a condenação "trata-se de uma denúncia das dezenas feitas por 9 entre 11 vereadores".

José Lincoln afirma ainda que "confia plenamente na justiça".

O juiz federal Marcelo Carvalho Cavalcante de Oliveira, da 3º Vara, condenou José Lincoln Sobral Matos a ressarcir aos cofres públicos R$ 313.922,21 corrigidos monetariamente e acrescido de juros.

O ex-gestor foi condenado ainda a perda de função pública, caso ainda ocupe e teve os direitos políticos suspensos por cinco anos além do pagamento de multa civil no valor de R$ 10 mil, corrigida monetariamente em favor do Fundef.

Ele ficou ainda proibido de contratar com o Poder Público, ou receber benefícios ou incentivos fiscais, direta ou indiretamente, por cinco anos.

Fonte: Kaio Eduardo