Conhecida pela beleza, primeira-dama da Paraíba terá gastos investigados

A Casa Civil da Paraíba omprou artigos de cama, banho, bebê e decoração no valor de R$ 18.575, sem licitação.

Após serem consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da Paraíba, despesas realizadas pela residência oficial do governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB), entraram também no alvo do Ministério Público local.







Reportagem do jornal Folha de S. Paulo no domingo passado mostrou que a Casa Civil da Paraíba --órgão responsável pela administração da residência-- comprou artigos de cama, banho, bebê e decoração no valor de R$ 18.575, sem licitação, segundo o TCE.

E que a própria primeira-dama, a ex-miss Pâmela Bório, pediu orçamentos a lojas e transportou produtos, ainda conforme o relatório.

"Abrimos um procedimento administrativo e, uma vez confirmados os fatos, vamos transformar em inquérito civil", disse o promotor de Defesa do Patrimônio Público Rodrigo Pires de Sá.

O promotor notificou a Casa Civil do Estado e pediu que o TCE envie a auditoria completa, inclusive com as notas fiscais e documentos comprobatórios.

A secretária de Comunicação da Paraíba, Estelizabel Bezerra, negou irregularidades nas compras e disse que o governo não foi procurado pelo Ministério Público para prestar esclarecimentos.

Fonte: Folha