Conselho visitará cidades do Mais Médicos e fará acompanhamento no Piauí

Conselho visitará cidades do Mais Médicos e fará acompanhamento no Piauí

O objetivo desse acompanhamento é buscar fazer uma análise, por meio dos relatos dos próprios pacientes

A partir de novembro, o Conselho Estadual de Saúde (CES) fará visitas aos municípios que recebem assistência Mais Médicos no Piauí. O programa conta com a atuação de 27 profissionais que executam atividades no interior.

O objetivo desse acompanhamento é buscar fazer uma análise, por meio dos relatos dos próprios pacientes, para averiguar o índice de satisfação ligada aos serviços prestados.

O programa Mais Médicos faz parte de pactos de otimização do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que visa mais investimentos em unidades de saúde e estruturas melhores dos hospitais, além de aumentar o número de profissionais de Medicina para as cidades onde há uma precarização de médicos.

A região Nordeste concentra o maior número de pessoas beneficiadas pelo programa, que atende mais de 1,4 milhão de pessoas na região. Do número de médicos em exercício, 40% estão atuando nos Estados nordestinos. No Piauí, o programa atinge aproximadamente 93 mil usuários SUS.

Diante dessa conjuntura e de toda problemática que se instaurou com a chegada dos médicos do programa, faz-se necessário avaliar o trabalho desenvolvido por eles.

Para o presidente do Conselho Estadual de Saúde, José Teófilo Cavalcante, as visitas ainda não possuem um cronograma, mas o fato é que é preciso fiscalizar, ouvir a população sobre o atendimento que ela vem recebendo.

Porém, ele assegura que essas visitas não têm cunho de punição, mas sim o de buscar a otimização, pois o Conselho objetiva por meio desses depoimentos quais as medidas devem ser adotadas para que o projeto seja aprimorado cada vez mais. Além de também buscar expandi-lo com qualidade.

?Não temos o objetivo de avaliar, por exemplo, os horários de atendimentos. Queremos comprovar como está sendo o atendimento. Precisamos acompanhar para saber se há algo de errado, e se tiver tentar consertar?, esclarece o presidente do CES.

De acordo com avaliações já realizadas, todos os municípios estão satisfeitos com o programa. ?Precisamos checar essa informação. Ver se está mesmo dando resultados.

Além de atender os pacientes, é preciso saber se eles estão sendo bem atendidos?, acrescenta ele, frisando que a primeira cidade a ser contemplada com essas visitas será, possivelmente, Barras, entre os dias 8 e 9 de novembro, durante a Conferência de Saúde.

Fonte: Wherika Carvalho