Contra partido, Romário diz querer se candidatar a prefeito em 2012

Para isso, porém, Romário terá que convencer o seu partido.

O deputado federal e ex-jogador de futebol Romário (PSB-RJ) decidiu se lançar candidato a prefeito do Rio nas eleições de ano que vem. Para isso, porém, terá que convencer o seu partido, que já fechou apoio à reeleição de Eduardo Paes (PMDB). Ontem, o presidente estadual da legenda, Alexandre Cardoso, afirmou que "não há chance" de romper o acordo com o atual prefeito.


Contra partido, Romário diz querer se candidatar a prefeito em 2012

Marcos San, assessor de Romário, disse que o deputado está atendendo a apelos de candidatos do partido à Câmara Municipal. "A legenda do PSB tem uma votação muito baixa, e o nome do Romário está sendo lembrado para ajudar a construção da bancada", disse o assessor. Atualmente, o PSB tem apenas 2 dos 51 vereadores.

Em junho, quando a possibilidade da candidatura foi cogitada pela primeira vez, o ex-jogador admitiu ser inexperiente para o cargo, mas disse que isso poderia ser resolvido com uma boa equipe.

"Se você tem um corpo técnico, com as pes­soas certas, assessores competentes, leais e honestos, eu te­nho certeza que você conse­gue fazer uma boa adminis­tração", disse o ex-jogador, à época.

O assessor afirmou que Romário "cresceu e aprendeu" com os nove meses na Câmara dos Deputados.

Ele tem dedicado seu mandato ao acompanhamento da preparação do Brasil para a Copa-2014 e à defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência --ele tem uma filha com síndrome de Down.

Nas eleições de 2010, Romário foi o sétimo deputado mais votado na cidade do Rio, à frente de potenciais adversários na disputa à prefeitura como Otavio Leite (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM).

Fonte: Folha.com