Corregedor geral do Tribunal de Justiça do PI apura irregularidade

Corregedor geral do Tribunal de Justiça do PI apura irregularidade

O corregedor ainda determinou que fosse criada uma Comissão para apurar as supostas irregularidades por parte do juiz Heliomar

O corregedor geral do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, desembargador Francisco Antônio Paes Landim Filho, decidiu instaurar uma sindicância investigativa para apurar irregularidades procedimentais do juiz titular da Vara Agrária de Bom Jesus, Heliomar Rios Ferreira.

A sindicância é com base no processo de nº 0000514-29.2012.8.18.0139. O corregedor ainda determinou que fosse criada uma Comissão para apurar as supostas irregularidades por parte do juiz Heliomar.

A apuração deve acontecer no prazo de 30 dias por uma comissão composta pela magistrada Eliana Márcia Nunes de Carvalho Couto, Juíza Auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça, que a preside.

O juiz Heliomar Rios é o responsável pela Vara Agrária que cuida de casos de grilagem de terras. Inaugurada há mais de um ano, a Vara tem mais de 1.600 processos e já bloqueou aproximadamente 6 milhões de hectares de terras, parte dessas decisões foram proferidas em ações ajuizadas pelo Ministério Público do Estado do Piauí.

O clima é tenso nos Cerrados do Piauí, onde produtores de grandes fazendas legalizadas reclamam que grileiros da Bahia e de Brasília voltaram a atuar com força na região. Eles estariam invadindo terras e também entrando com ações na Justiça para tentar legitimar a tomada das terras.

Nas últimas semanas, alguns desses conhecidos grileiros são vistos circulando na cidade de Bom Jesus, o que aumento a tensão entre os produtores de grupos empresariais legalizados.

Fonte: Arimatea Carvalho