CPI recebe laudo e lista de equipamentos da Abin

A expectativa é que o laudo aponte que os equipamentos têm capacidade de realizar escutas telefônica

O ministro Nelson Jobim (Defesa) encaminhou nesta ter?a-feira ? CPI das Escutas Clandestinas da C?mara a lista dos equipamentos comprados para a Abin (Ag?ncia Brasileira de Intelig?ncia) pelo Ex?rcito, al?m do laudo realizado por militares em maletas da ag?ncia para constatar se realizam grampos telef?nicos. Os documentos foram encaminhados em um envelope confidencial e ser?o guardados em cofre at? que o presidente da CPI, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), tenha acesso ao seu teor.

A expectativa ? que o laudo aponte que os equipamentos t?m capacidade de realizar escutas telef?nicas, ao contr?rio do indicado pela Pol?cia Federal em an?lise encaminhada ? CPI na semana passada. Jobim reiterou diversas vezes que as maletas poderiam fazer escutas telef?nicas, enquanto o ministro Jorge Felix (Gabinete de Seguran?a Institucional) nega que as maletas realizem grampos.

Al?m do laudo, a CPI quer detalhes sobre os equipamentos comprados pelo Ex?rcito para a Abin. Em depoimento ? comiss?o, Jobim confirmou que os militares compraram uma s?rie de equipamentos para a ag?ncia, por isso prometeu encaminhar a lista para an?lise dos deputados.

Os integrantes da comiss?o querem ter certeza de que as maletas n?o fazem grampos, mesmo se forem acopladas a outros materiais com essa capacidade. O laudo da Pol?cia Federal sobre as maletas compradas pela Abin mostra que os equipamentos, apesar de n?o realizarem grampos telef?nicos, t?m capacidade de fazer escutas ambientais. O documento afirma que o aparelho Stealth LPX, de posse da Abin, ? "t?pico para uso em intercepta?es de ?udio ambiental".

Itagiba deve ter acesso aos documentos nesta quarta-feira, pois retorna a Bras?lia na noite de hoje. Depois de analisar o teor dos pap?is, o deputado deve encaminh?-lo para os outros integrantes da comiss?o, com o compromisso de manterem as informa?es em sigilo.

A Abin ? acusada de realizar escutas telef?nicas contra autoridades dos tr?s Poderes, inclusive o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes. O diretor afastado da ag?ncia, Paulo Lacerda, nega que a Abin tenha grampeado autoridades federais ao afirmar que, pela Constitui??o Federal, o ?rg?o n?o tem poderes para realizar escutas telef?nicas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br