Novo ministro da Pesca promete que vai ajudar o Piauí

Novo ministro da Pesca promete que vai ajudar o Piauí

Marcelo Crivella foi indicado para substituir Luiz Sérgio na Secretaria da Pesca e falou sobre seus projetos.

O novo ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella (PRB-RJ), afirmou ontem que vai defender ações para proteger a pesca tradicional no Piauí. ?Vamos apresentar ações para aumentar a produção pesqueira no país. No caso do Piauí, queremos proteger a pesca tradicional e incentivar a industrial?, disse o ministro em entrevista ao Jornal Meio Norte.

Senador integrante da bancada evangélica, Crivella foi indicado ontem para substituir Luiz Sérgio na Secretaria da Pesca e Aquicultura. O novo ministro da Pesca lembra que faz parte do partido do ex-vice-presidente José Alencar, morto em março de 2011.

A sigla integra a bancada evangélica no Congresso e continua na base aliada no governo Dilma Rousseff. ?O PRB tinha uma participação importante no Governo Lula, com a indicação do vicepresidente José Alencar, e agora voltou a ter um novo desafio. Estou muito honrado?, completou.

Ele destacou ainda que pretende alcançar quatro metas em sua gestão: gerar 1 milhão de empregos no setor em dez anos, quintuplicar a produção sustentável da aquicultura, duplicar a captura sustentável de peixes e duplicar o consumo per capita de peixes no Brasil.

A Presidência da República, em Nota afirmou que a indicação de Crivella abre espaço para ?importante partido aliado?. O novo ministro deve tomar posse no fim desta semana, sendo o terceiro ocupante da pasta no mandato da presidente Dilma Roussef. Por ser engenheiro civil, Crivella admitiu que terá que ?aprender muito? sobre os assuntos da pasta.

O senador lembrou que o país tem 800 mil engenheiros e que, destes, apenas 1.475 são da área da pesca. Por isso, Crivella disse defender a criação de uma empresa nos moldes da Empresa Brasileira de Agricultura (Embrapa) na área da pesca.

Em conversa com a presidente da República, Dilma Rousseff, Crivella comentou que o setor da pesca envolve milhões de brasileiros, principalmente os mais humildes.

Segundo o senador, Dilma, pediu que ele devote a essa pasta o mesmo esforço dedicado à atividade missionária que ele conduziu por 10 anos na África. Crivella, de 54 anos, é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, e exerce seu segundo mandato como senador.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte