CRM é totalmente contraditório com a realidade do Piauí, diz Belê

“CRM é totalmente contraditório com a realidade do Piauí”, diz Belê

A deputada estadual Belê Medeiros (PSB) rebateu as afirmações do Presidente do Conselho Regional de Medicina no Piauí, médico Fernando Correia Lima, que disse que o Piauí não precisa de mais profissionais na área. A parlamentar afirmou que recebeu a informação com muita surpresa, pois é notável a grande dificuldade para que esses profissionais trabalhem no interior do Estado.

?A informação que foi passada pelo presidente do CRM não condiz com a realidade do Piauí, hoje nós temos uma dificuldade seríssima de conseguir médicos à disposição do mercado no interior. Existe uma concentração muito grande na capital, e que preferem estar na rede privada do que na rede pública. Então eu acho absolutamente necessário a criação desses cursos, tanto em Parnaíba como em Picos, porque é o único caminho que nós temos para que essa demanda seja aumentada significativamente?, rebateu Belê Medeiros.

A deputada também afirmou que assim como o presidente do CRM afirmou, ?não sou só contra, mas vou lutar para que não chegue?, ela também vai fazer de tudo para que o curso seja implantado nos dois campi da UFPI nos municípios. ?Não sou só a favor, como vou lutar veementemente para que a gente consiga enfraquecer essa fala corporativista do CRM?, disse.

Ainda segundo ela, a resolução foi votada na Universidade Federal do Piauí (UFPI), pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, que aprovou o projeto político- pedagógico do curso de graduação Bacharelado em Medicina, o que significa que existem condições dos cursos serem implantados.?A UFPI tem o conselho bem articulado e jamais aprovaria se não houvesse condição. Ele deveria dar uma ?chegadinha? em Picos, conhecer o nosso campus para a partir disso afirmar algo para imprensa?, concluiu.

Fonte: Gisele Alves