Prazo para Cunha se manifestar sobre seu afastamento será 10 dias

O prazo foi dado por Teori Zavascki relator da Lava Jato no STF


Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados (Crédito: reprodução)
Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados (Crédito: reprodução)

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, terá um prazo de 10 dias para se manifestar sobre o pedido de afastamento dele do comando da Casa feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR). O prazo foi dado pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki.

O peemedebista ainda não foi notificado oficialmente sobre o pedido devido o período de recesso do Judiciário, mas a notificação deverá acontecer a patir da próxima quinta-feira (07) quando os servidores voltam ao trabalho. Porém, o prazo de manifestação deve contar depois de 1º de fevereiro quando termina o recesso do Judiciário.

Ao pedir o afastamento de Cunha, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, listou 11 'atos' indicando crimes de natureza grave', como uso indevido do cargo eletivo e integração de organização criminosa.

Cunha é investigando ainda em dois inquéritos na Operação Lava Jato. Um referente a proprina de R$ 5 milhões de contratação de navios-sonda da Petrobras e outro por supostamente manter contas ilegais na Suíça que seriam oriundas de recursos desviados da estatal..

Outro processo em que o peemedebista é alvo está no Conselho de Ética da Câmara onde o parlamentar pode ser cassado por quebra de decoro onde Cunha teria mentido ao afirmar que não possuia contas no exterior.




Fonte: Com informações do UOL