Dados do CNJ apontam Piauí como líder em juízes processados

Dados do CNJ apontam Piauí como líder em juízes processados

O Piauí tem um total de 211 processos em tramitação na Corregedoria Nacional de Justiça.

Com o objetivo de dar mais transparência aos processos movidos contra magistrados brasileiros, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou um sistema eletrônico contendo todos os processos movidos

contra integrantes do Poder Judiciário de todo o país. De acordo com a lista disponibilizada, o Piauí é líder de ações contra magistrados, com um total de 211 processos em tramitação na Corregedoria Nacional de Justiça.

A divulgação das informações se deu depois que a corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, declarou que ?havia gravíssimos problemas de infiltração de bandidos na Justiça, escondidos atrás das togas?. A lista contém o número do processo, a data de abertura, o requerente da ação e o cargo do magistrado, se juiz ou desembargador, mas não disponibiliza o nome, apenas as iniciais.

O andamento dos processos será atualizado na Internet todas as sextas-feiras. Antes da divulgação

dessa lista pelo CNJ, o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), desembargador Edvaldo Moura, afirmou, em entrevista ao Jornal Meio Norte, que o TJPI, através da Corregedoria Geral do Estado, sob o comando da desembargadora Eulália Pinheiro, vai julgar com todos os critérios legais

vigentes os magistrados acusados de irregularidades, com o objetivo de ?purificar? o Poder no Estado.

O Estado de São Paulo ocupa a segunda posição no ranking, com 134 processos movidos contra magistrados, e em terceiro lugar está o Amazonas, com 59. O Estado de Mato Grosso do Sul é o

único onde não há nenhum processo disciplinar movido contra magistrados.

Fonte: Rafael Reis