Debate da Reforma Administrativa é adiado na comissão

Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Administração

Tramitando no Legislativo desde o mês passado, os debates condizentes ao projeto de Reforma Administrativa encaminhado pelo Executivo, que tinham o início previsto para a manhã de ontem (06) em reunião conjunta das Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Administração, acabaram sendo adiados em virtude da falta de comunicação entre os parlamentares sobre a realização do encontro, com isso, o tema volta à tona apenas na próxima terça (12), neste âmbito, a pauta referente ao pacote fiscal também teve a sua discussão postergada.

Presidente da Comissão de Administração, a deputada estadual Juliana Moraes Souza (PMDB) comentou os motivos que levaram ao adiamento da reunião, indicando que a iniciativa não foi uma estratégia da oposição para prejudicar a aprovação da proposição.

"Foi por uma falta de comunicação dos deputados que não ocorreu CCJ, eu acho que cautela nós temos que ter, eu sou uma oposição responsável, a gente não quer prejudicar ninguém", declarou.

Já o líder governista da Casa, João de Deus (PT), explicitou que não há conflitos no Legislativo, reiterando que a decisão por alterar a data do encontro se deu em comum acordo, negando que a apreciação da matéria esteja atrasada.

"Ela está andando, nós temos matérias aqui há apenas 20 dias, hoje, todos os deputados que estavam reunidos na CCJ resolveram deixar para terça, porque alguns parlamentares não tinham sido avisados, então achamos justo", relatou.

Sobre a possibilidade da apresentação de emendas, o deputado indicou que elas serão analisadas minuciosamente e, caso somem ao texto da proposta, poderão ser acolhidas.

"Emendas podem ser apresentadas, mas vamos estudar caso a caso e tentar o consenso, se elas não tiverem prejuízo à essência da matéria, vamos acolher, mas se for ao contrário, submeteremos a vontade da maioria", complementou.


Fonte: Francy Teixeira