Vereador Décio Solano pede processo disciplinar contra Sebim

De acordo com Solano, o parlamentar tucano tem “reiteradas faltas”

O vereador Décio Solano (PT) pediu ontem na tribuna da Câmara Municipal de Teresina a abertura de processo ético-disciplinar por parte da Corregedoria da Casa contra o vereador Luiz Humberto, o Sebim (PSDB). De acordo com Solano, o parlamentar tucano tem ?reiteradas faltas?. ?Já faz mais de 40 dias que ele não põe o pé aqui. Todo dia a Câmara recebe recado dele dizendo que tá resolvendo problema pessoal, fazendo sessão de fisioterapia. Isso é abandono de função?, justificou o vereador petista.

Sebim foi candidato a vereador no pleito deste ano e não foi reeleito, mas ficou como primeiro suplente em Teresina pelo PSDB na coligação ?Construindo novos Caminhos?. ?Percebemos um total abandono das suas atividades parlamentares. Recebemos um salário digno, somos funcionários do povo e devemos explicações?, disse o vereador.

Segundo Décio, o presidente da Casa, vereador Edvaldo Marques (PSB), determinou ao corregedor Levino de Jesus (PRB) a investigação sobre as faltas de Sebim.

?Serão analisados todos os registros da Casa para saber das faltas do Sebim. Sendo comprovado, ele pode perder o mandato?, explicou Solano. Em junho deste ano vazou uma lista de faltas dos vereadores de Teresina. O líder de faltas na época, vereador Paulo Roberto (PSD), subscrito por mais 14 parlamentares, solicitou que o Conselho de Ética da Câmara Municipal de Teresina apurasse a procedência dos dados contidos na relação de faltosos. Na época, o vereador Décio Solano refutou a informação de que a lista saiu do seu gabinete.

PROTESTO - Os caminhoneiros que prestam serviço na varrição e capina realizaram protesto na manhã de ontem em frente à Câmara Municipal de Teresina. Segundo a categoria, cerca de 100 pessoas estão sem receber pagamento há dois meses. Pelo menos 30 caminhões estiveram parados na avenida Marechal Castelo Branco, em frente à Câmara.

Na Ordem do Dia, foi aprovado o requerimento do vereador Joninha (PSDB) pedindo a presença dos secretários municipais de Administração e Finanças, além dos representantes da Empresa prestadora de serviço à prefeitura, Sustentare, e de representantes da Associação de Caminhoneiros.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte