Defesa civil constrói ponte no município de Barras

Investimento da ordem de R$ 250 mil resolve problema de mais de um século

Neste domingo (28), a população de Barras, distante 119 km da capital, comemorou a construção da ponte que liga as localidades Esperança e Jenipapeiro, zona rural do município. Executada pela Defesa Civil do Piauí, com recursos no valor de R$ R$ 251.688,88, oriundos da Secretaria Nacional de Defesa Civil, ?esta obra era esperada há mais de 100 anos e resolve um grande problema enfrentado, até agora, pelos moradores na Zona da Mata de Barras e Nossa Senhora dos Remédios, encurtando em, pelo menos 40 km a distância entre os dois municípios?, explica o morador Gladston Lages.

Atualmente, cerca de 15 mil pessoas residem na região da Zona da Mata do município de Barras. ?Hoje, os agricultores e criadores da região que reivindicavam esta ponte poderão, aos finais de semana, negociar suas produções nas feiras da cidade, especialmente em períodos de chuvas, quando a água do riacho sobe e inunda toda a área?, diz Fernando Monteiro, secretário de Defesa Civil do Governo do Piauí. Para dona Rosa Feliciano, moradora do povoado Esperança há mais de 50 anos, ?ninguém mais acreditava que, um dia, essa ponte fosse construída. Graças a Deus, esse dia chegou e, agora, o sofrimento passou?.

Presente ao evento, o deputado Júlio César Lima falou ser testemunha do grande trabalho de Fernando Monteiro à frente da Defesa Civil do Piauí. ?O que antes era uma secretaria só de contratar carro-pipa, neste governo tem demonstrado uma política de resultados em prol do povo piauiense; seja no atendimento imediato às vítimas das chuvas, enchentes, seca e estiagem, seja na prevenção de novos desastres, através da construção de poços, açudes e redes de abastecimento que tem se espalhando pelos diversos municípios do Piauí?, garante.

Outras Obras

Além da ponte ligando as localidades Esperança e Jenipapeiro, os investimentos da Defesa Civil no município de Barras somam mais de R$ 3 milhões. São, ao todo, dez bueiros, duas passagens molhadas, 100 unidades habitacionais e uma patrulha mecanizada, responsável pela recuperação das estradas vicinais do município. Os recursos do Ministério da Integração Nacional constam no plano emergencial do governo para socorro às vítimas das chuvas e enchentes.

Morador há mais de 30 anos da localidade Lagoa do Barro, Marcelino de Sousa é um dos beneficiados por uma dessas obras. ?Em tempo de chuva, eram muitas as comunidades que ficavam isoladas em nosso município. Esses bueiros e essas passagens molhadas vão permitir que a gente passe de um lado a outro, mesmo quando as águas estiverem altas?, observa. José Novo, que reside do outro lado - na localidade Sossego - conta que no inverno só se passava de canoa ou nadando, ?um sacrifício que, graças a Deus, acabou?, diz.

Os dez bueiros e as passagens molhadas beneficiam as comunidades Três Caminhos, Santa Rosa I e II, Jardim I e II, Angical, Cajazeiras, Riachão e Riachão Verde, Estreito, Lagoa de Lages e Assentamento Tipis, além de trechos da rodovia PI-221, entre Barras, Batalha e Esperantina.

Fonte: Ascom