DEM abre processo contra deputado flagrado com dinheiro nas meias

A reunião foi presidida pelo vice-governador Paulo Octávio, que comanda o partido no DF

A Executiva Regional do DEM do Distrito Federal decidiu na manhã desta sexta-feira (11) instaurar processo adminstrativo contra presidente licenciado da Câmara Legislativa, o deputado Leonardo Prudente, que aparece em vídeo da Polícia Federal colocando dinheiro nos bolsos e nas meias.

O escândalo do mensalão do DEM de Brasília começou no dia 27 de novembro, quando a Polícia Federal deflagrou a operação Caixa de Pandora. No inquérito, o governador José Roberto Arruda é apontado como o comandante de um esquema de distribuição de propina a deputados distritais e aliados.

De acordo com o Secretário Geral do DEM no DF, Flávio Curi, o deputado terá um prazo de oito dias para se defender após ser notificado pelo partido. Segundo Curi, há informações de que prudente não estaria em Brasília, o que pode dificultar a notificação. "Vamos tentar notificar, mas parece que ele não está em Brasília. Se for isto mesmo, vamos notificar por AR (carta registrada) ou edital."

A reunião foi presidida pelo vice-governador Paulo Octávio, que comanda o partido no DF. De acordo com Curi, não houve qualquer discussão sobre a abertura de processo contra Octávio, que foi citado no inquérito da PF. Ele presidiu a sessão normalmente, sem questionamentos. Paulo Octávio saiu pela garagem e sem falar com a imprensa.

Fonte: g1, www.g1.com.br