DEM cobra fidelidade de membros partidários da base

DEM cobra fidelidade de membros partidários da base

O argumento do democrata é que o partido deve marchar unido no pleito deste ano

O deputado estadual Edson Ferreira (DEM) afirmou que o partido cobrará fidelidade partidária do deputado estadual Leal Júnior (DEM), que atualmente compõe a base governista. Segundo Ferreira, essa será a única exigência para que o deputado dispute a reeleição pelo partido.

O argumento do democrata é que o partido deve marchar unido no pleito deste ano e que os membros do partido deverão seguir o que for acordado pelo diretório em conjunto com as lideranças para formar uma chapa competitiva.

O parlamentar afirma que o partido já está discutindo os nomes que disputarão vagas no Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Dentre os nomes, cotados para a vaga de senador, estão os nomes do atual senador Heráclito Fortes (DEM), senador Mão Santa (PSC).

Para a vaga de deputado federal, entram na disputa os nomes do ex-governador Hugo Napoleão, deputado Júlio César, José Maia Filho, "o Mainha", e Irmão Machado.

O Partido pleiteia ainda ampliar a bancada na Assembleia Legislativa reelegendo os atuais deputados Edson Ferreira, Leal Júnior e Juraci Leite e colocando novos nomes no cenário, como o ex-prefeito de União, Gustavo Medeiros e Amparo Paes Landim. Enquanto isso, os democratas aguardam o anúncio do governador Wellington Dias (PT) e do prefeito Sílvio Mendes (PSDB) para a definição da chapa proporcional.

O parlamentar explicou que a oposição ainda não discutiu o nome de vice porque o quadro político é "muito dinâmico". A expectativa dos democratas é de que algum partido que, atualmente faz parte da base governista, possa vim a se coligar com a oposição. "Temos uma política muito dinâmica. A nossa prioridade é a eleição do prefeito ao Governo do Estado", frisa. (M.M)

Fonte: Mayara Martins