DEM e PPS: "Já existe entendimento para coligação", diz Nunes

A chapa majoritária seria composta dos senadores Heráclito Fortes (DEM) e Mão Santa (PSC), que buscam a reeleição

A viagem da cúpula do PSDB à Brasília para o lançamento da pré-candidatura do ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB) à Presidência, no último sábado, também estreitou os entendimentos entre membros do Democratas e do PPS para uma coligação em torno da candidatura à governador do ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes (PSDB). O presidente regional do PSDB, o deputado estadual Luciano Nunes Filho, ressalta que o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, e do PPS, Roberto Freire, estiveram na capital federal selando o apoio a Serra e o mesmo deve acontecer no Piauí, com o aliança das duas siglas com o PSDB.

"Já existe um entendimento que essa coligação [DEM, PPS e PSDB] irá concorrer nacionalmente e no plano local também", pontua. A chapa majoritária seria composta dos senadores Heráclito Fortes (DEM) e Mão Santa (PSC), que buscam a reeleição, deixando vazia a vaga de vice, que deverá ser oferecida ao PMDB e ao PTB. Além de Sílvio e Luciano Nunes, o lançamento contou com a presença dos deputados estaduais Edson Ferreira (DEM), Roncalli Paulo (PSDB), Marden Menezes (PSDB), o deputado federal José Maia Filho, o Mainha, presidente regional do DEM e de Heráclito e Mão Santa.

A vinda de Serra ao Piauí - para fortalecer o palanque de Sílvio e ainda aumentar a popularidade do tucano no Nordeste, onde possui uma intenção menor de votos - deverá ocorrer ainda este semestre, garante Nunes. "A pré-campanha do José Serra irá começar em Minas Gerais, a convite do ex-governador Aécio Neves. Mas já na próxima semana iremos agendar com o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, a visita do Serra ao Estado antes do segundo semestre".

Esta semana o ex-prefeito irá inaugurar seu escritório político na capital, em uma residência alugada pelo PSDB, onde receberá lideranças e buscará incrementar os apoios à chapa oposicionista. "Já existem algumas reuniões marcadas e as viagens já começam no fim-de-semana", adianta Luciano. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte