DEM estuda processar sindicato por ato com Lula e Dilma

O DEM lembra que os sindicatos são proibidos de financiar campanhas eleitorais

O DEM afirma em nota que estuda entrar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com uma representação contra o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, por sediar um evento com a presença da ex-ministra Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ato foi montado para se contrapor ao lançamento ao Planalto de José Serra (PSDB), em Brasília.

Segundo o presidente do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), houve uso ilegal de dinheiro do sindicato para fins eleitorais.

O partido argumenta, na ação, que sindicato afirma ter feito um evento para que fossem apresentados e discutidos dados relacionados ao nível em emprego no país, no entanto, o que aconteceu foi um comício.

O DEM lembra que os sindicatos são proibidos de financiar campanhas eleitorais.

Fonte: UOL