DEM vai reivindicar cargo de vice na chapa de Serra

Os tucanos se reúnem amanhã de manhã em Brasília para anunciar oficialmente a candidatura de Serra.

Na véspera do anúncio da candidatura de José Serra (PSDB-SP), à Presidência da República, o Democratas, partido que faz parte da coligação, reafirma que vai reivindicar a candidatura a vice.

O líder do partido na Câmara, Paulo Bornhausen (SC), afirmou que o DEM só vai desistir da indicação a vice se o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), resolver concorrer ao cargo nas eleições de outubro.

"A participação de Aécio seria fantástica. É como ter dois candidatos à Presidência numa chapa só", disse."Para ele, as portas estão sempre abertas", completou.

Os tucanos se reúnem amanhã de manhã em Brasília para anunciar oficialmente a candidatura de Serra. Ainda não há nomes confirmados para compor a chapa como vice."Tem de ser alguém com afinidade com ele", explicou Bornhausen.

O líder admitiu que a crise no Distrito Federal causou prejuízos ao partido, especialmente em ano eleitoral. Mas minimizou o assunto."A crise tem DNA, que é o ex-governador Joaquim Roriz (PMDB). Foi no governo dele que tudo surgiu", disse isentando o DEM de vinculação com a crise.

Bornhausen ainda afirmou que o partido não pretende punir a deputada distrital Eliana Pedrosa por ter deixado a presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga, na Câmara Legislativa, as denúncias de corrupção no DF.

"Se ela está agindo de forma protelatória, tem de ser cobrada. Mas não tenho o que fazer diante de um fato que pode ser. A Justiça já está agindo nesse caso. O que peço aos filiados é consciência na administração da crise", afirmou.

Fonte: g1, www.g1.com.br