Democratas já assinalam apoio ao PSB

Ferrenhos opositores dos petistas, partidários do DEM afirmam que irão colaborar com o novo Governo.

Mesmo mantendo o posicionamento de que permanecerá com a oposição, os Democratas já assinalam ?simpatia? com o novo governador, Wilson Martins (PSB). Ferrenhos opositores dos petistas, partidários do DEM afirmam que irão colaborar com o novo Governo. Ainda assim, o partido prefere cautela ao afirmar que ?ainda está em fase de conversas? com os partidos e análise do novo cenário das eleições de outubro. A definição dos democratas só deverá acontecer após uma definição com as principais lideranças do partido.

O deputado federal José Maia Filho, o ?Mainha?, que é presidente regional do DEM e o senador Heráclito Fortes garantiram que o partido ficará onde sempre esteve: na oposição. Reconhecendo que o democratas teve um afunilamento nos últimos anos, Mainha diz que o DEM buscará uma coligação que dê oportunidades ao partido. ?O DEM foi um partido que afunilou, não teve mais expectativa de poder. Por isso, queremos uma coligação que nos respeite?, argumentou, acrescentando que, dependendo das conversas, o DEM poderá indicar até mesmo um candidato a vice nas eleições deste ano.

Indagado sobre qual pré-candidato da oposição o partido irá apoiar, já que agora o senador João Vicente Claudino (PTB) rompeu com a base aliada e terá candidatura própria, Mainha acrescentou que ?os democratas ainda não discutiram de qual lado ficará?. ?A minha opinião é que mantemos o entendimento com o PSDB, já que já houveram conversas do senador Heráclito Fortes, principal liderança do nosso partido, de manifestação de apoio ao prefeito Sílvio Mendes (PSDB)?, opina, acrescentando que o DEM acredita na união entre tucanos e petebistas. ?A união pode acontecer desgraçadamente apenas no segundo turno?, diz.

Já o senador Heráclito Fortes a nova gestão do Governo do Estado, que agora está nas mãos de Wilson Martins (PSB), poderá aproximá-lo do Palácio de Karnak. "Sinto que poderemos estar juntos até mesmo numa campanha eleitoral", disse considerando o novo governo estadual como ?bem diferente do governo petista?.

Mainha, que é o único membro do Piauí a fazer parte da Comissão do Orçamento, acrescenta que pretende colaborar com o novo Governo reivindicando a aprovação de recursos do orçamento em favor de obras importantes para o Estado. ?Vamos defender a aprovação de recursos para o Porto de Luís Correia, Ponte de Luzilândia, Hospital de Picos?, enumerou. (M.M)

Fonte: Mayara Martins