Depois da eleição, ações de Férrer e Filho devem ser extintas

O advogado Valdílio Falcão, afirmou que não há nenhuma ação pedindo a cassação de Firmino Filho

O clima acirrado entre o prefeito eleito Firmino Filho (PSDB) e o atual prefeito da capital Elmano Férrer (PTB), não deve continuar ? pelo menos no campo judicial - após o fim do segundo turno das eleições municipais.

O advogado Valdílio Falcão, que representou a coligação ?A Força do Trabalho?, encabeçada por Férrer, afirmou que não há nenhuma ação pedindo a cassação de Firmino Filho.

?Não temos nada que se relacione à cassação ou abuso de poder político ou econômico, eram apenas ações de propaganda eleitoral, principalmente na televisão com pedido de direito de resposta, por exemplo.

Como a propaganda eleitoral acabou essas ações serão extintas, pois perderam o objeto?, explicou Falcão, acrescentando que a assessoria jurídica de Elmano ainda não conversou sobre o ajuizamento de novas ações contra Firmino.

Já o advogado Charlles Max, representante da coligação ?Construindo Novos Caminhos?, de Firmino Filho, lembrou que 90 % das ações impetradas pela assessoria jurídica contra Elmano também perderam o objeto pois se tratavam de queixas sobre a propaganda eleitoral.

?Por outro lado, nós não recebemos nenhuma multa, então essa questão está resolvida?, lembrou. Cerca de 10 ações da coligação contra a coligação ?A Força do Trabalho? tratam de compra de votos, abuso de poder político ou econômico.

?A Polícia Federal está investigando algumas acusações contra a coligação, como o inquérito da Polícia Federal em relação ao vereador Paulo Roberto da Iluminação que trata de compra de votos?, pontuou Max. Ele disse ainda que a coligação tucana ainda não avaliou se dará continuidade às demais ações depois do fim do pleito.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte