Depois de dizer que estava 'cagando e andando' para lista da Operação Lava Jato, vice da BA se desculpa

Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos”.

Depois de dizer que estava “cagando e andando” para o fato de seu nome constar na lista dos suspeitos de envolvimento no escândalo da Petrobras, enviada pelo procurador geral da república, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), desculpou-se.

Na noite de sexta-feira, Leão soltou uma nota dando sua opinião sobre a inclusão de seu nome na lista de Janot: “Acredito que pode ter sido por ter recebido recursos em 2010 das empresas que estão envolvidas na operação. Mas botar meu nome numa zorra dessas? Não entendo. Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos”.

Na nota deste domingo, Leão disse que as declarações grosseiras foram dadas em um momento de “profunda indignação e surpresa”. O vice baiano afirmou que ficou muito triste porque em 28 anos de vida pública nunca tinha passado por “tamanha crueldade”. Ele afirmou que não teve a intenção de ofender o Ministério Público, o Judiciário, nem tampouco o estado democrático de direito e as pessoas.

O político do PP, partido que mais teve nomes na lista, escreveu na nota que está “equivocadamente envolvido” no esquema de pagamento de propinas por empreiteiras a funcionários da Petrobras e a políticos, investigado na operação Lava-Jato. Ao fim de sua nota, Leão pede serenidade a Deus e diz confiar na Justiça.

Fonte: O Globo