Depois de troca de farpas, AJM e Themístocles se cumprimentam

Depois de troca de farpas, AJM e Themístocles se cumprimentam

Os dois se encontraram no estúdio do Sistema Meio Norte e se cumprimentaram

Na semana passada o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado estadual Themistocles Filho (PMDB) e o deputado federal Antônio José Medeiros (PT) protagonizaram um debate sobre quem seria o melhor nome para preencher o cargo de vice-governador em uma chapa encabeçada pelo governador Wilson Martins (PSB). No entanto, ontem, ao se encontrarem nos estúdios do Sistema Meio Norte, os parlamentares se abraçarem e trocaram elogios.

Ambos os partidos não abrem mão da indicação de vice, e o PT chegou a radicalizar, afirmando que devolveria os cargos ocupados pelo PT e que o partido lançaria candidatura própria. As últimas declarações era de que o PT poderia até abrir mão da vaga de vice, mas vetava o nome do deputado estadual Themistocles Filho. Medeiros negou e afirmou que as conversações estão sendo conduzidas pelo presidente do Partido, Fábio Novo. ?Não queremos ser adversários do Wilson. No máximo que pode acontecer é sermos concorrentes?, ponderou, mantendo-se firme na decisão de ter candidatura própria, caso o PT não consiga a vaga de vice.

O argumento do deputado petista é de que o PT não busca dois palanques para a candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à presidência da República. ?Mas nossa posição é muito clara e não é raivosa?, justifica, admitindo a possibilidade de união com o PSB no segundo turno. O governador Wilson Martins tem sido claro ao afirmar que a vaga de vice-governador está a disposição do PMDB, já que o PT está sendo contemplado com uma vaga ao senado, tendo como candidato o ex-governador Wellington Dias (PT).

Themístocles afirmou que o PMDB está fazendo duas pesquisas, uma interna e outra externa, para ?captar o sentimento do partido?, sobre os rumos que deverão tomar nas eleições deste ano. O resultado da pesquisa deverá ser divulgado até o dia 15. O presidente da Assembleia entretanto, ressalta que as decisões tomadas só deverão ser finalizadas nas convenções partidárias que serão realizadas em junho. ?Por isso, não temos pressa. A decisão só vale mesmo depois das convenções. Temos que pensar bastante para não tomar decisões mal feitas?, finalizou. (M.M)

Fonte: Mayara Martins