Deputada Jaqueline Roriz tem alta de clínica particular em Brasília

Deputada Jaqueline Roriz tem alta de clínica particular em Brasília

Deputada passou mal na quinta-feira (7) em seu gabinete e foi internada.

A deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) teve alta de uma clínica particular de Brasília às 10h30 deste sábado (9), dois dias após ser internada, de acordo com sua assessoria de imprensa.

Segundo a assessoria, os médicos informaram que Jaqueline Roriz fez uma série de exames e teve uma infecção urinária que atingiu os rins, mas a infecção já foi controlada.

A deputada deve repousar neste fim de semana e retoma as atividades na Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (11).

Na manhã de quinta-feira (7), ela passou mal em seu gabinete e precisou ser atendida pelo serviço médico da Casa, que encaminhou para que ela fosse internada. ?A deputada estava com febre alta, calafrios e tremores pelo corpo. Ela foi medicada, mas a febre não baixou e foi por isso que os médicos determinaram o internamento?, disse o assessor da deputada Paulo Fona.

Jaqueline Roriz ficou pouco mais de um mês distante das atividades na Câmara em decorrência de problemas de saúde ocasionados pela divulgação de um vídeo em que ela aparece, ao lado do marido, Manoel Neto, recebendo dinheiro de Durval Barbosa, pivô do escândalo de corrupção que ficou conhecido como mensalão do DEM de Brasília, responsável pela cassação do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda.

Nesta quarta (6), a deputada retornou à Câmara e afirmou que não iria renunciar ao mandato em razão da gravação ao lado de Barbosa: ?Não vou renunciar. Tenho a consciência limpa.?

Jaqueline estava acompanhada dos advogados para protocolar defesa no processo que pede a cassação do seu mandato no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. Foi a primeira aparição da deputada desde a divulgação do vídeo.

Ela afirmou que não iria comentar as imagens para não prejudicar sua defesa. ?Me guardo o direito de neste momento me calar, porque necessito esperar formalmente as acusações. Segundo os meus advogados, seria certo este procedimento. Vou aguardar que a Justiça e os nossos advogados, que cumpriram todos os prazos regimentais dessa Casa, sigam com o procedimento?, afirmou.

O pedido de cassação foi apresentado ao Conselho de Ética da Casa pelo PSOL, no dia 16 de março. Além do vídeo, os integrantes do colegiado devem analisar a denúncia de que a deputada do PMN usou verba do gabinete para pagar aluguel de uma sala comercial de propriedade do próprio marido. Nesta terça passada, ela apresentou defesa sobre o aluguel da sala.

Fonte: g1, www.g1.com.br