Deputado apresenta projeto para empregar 300 mulheres após as demissões da Suzano

300 mulheres receberam capitação e treinamento para trabalharem com o manejo de mudas e preparo da terra.

Autoridades e representantes do município de Monsenhor Gil estiveram nesta segunda-feira (18) na Assembleia Legislativa do Piauí. A visita teve o objetivo de pedir apoio para 130 mulheres demitidas pela empresa Suzano Papel e Celulose, que anunciou paralisação dos investimentos no Estado e, consequentemente, a desativação do viveiro de mudas de eucaliptos no município. Buscando solução para o problema, o deputado estadual Fernando Monteiro (PTB) apresentou um requerimento solicitando ao Governo e a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a implantação de um programa de horta comunitária que absorva a mão de obra qualificada da cidade.

Segundo dados da Suzano, 300 mulheres receberam capitação e treinamento para trabalharem com o manejo de mudas e preparo da terra. Para o deputado Fernando Monteiro a mão de obra poderia ser aproveitada em um programa específico para essas mulheres como, por exemplo, uma horta comunitária.

?A nossa preocupação é com as mães de famílias que ficaram desempregadas, que têm contas a pagar. Em Monsenhor Gil temos esse grupo de mulheres que passaram por um extenso treinamento com a Suzano e que se constitui em uma mão de obra altamente qualificada, que seria um desperdício não aproveitar. E nada melhor que do uma horta comunitária ou programa de produção agrícola para ser fonte de renda para essas famílias?, disse o deputado.

João Filho, vereador da Câmara de Monsenhor Gil, avalia que a economia da cidade terá uma perca de R$ 240 mil por mês. De acordo com o vereador, a demissão sem aviso prévio casou tristeza em todo o município.

?A cidade está um caos. Muitas dessas pessoas estavam empregadas, tinham contraído empréstimos consignados para construção de imóveis ou aquisição de veículos e agora, desempregadas, não têm como honra suas dívidas. É um problema sério que a Câmara Municipal de Vereadores está buscando resolver pedindo o apoio da Assembleia Legislativa através do deputado Fernando Monteiro, que está intermediando nossa solicitação junto ao Governo do Estado?, explicou João Filho.

Além de apresentar o requerimento, o deputado Fernando Monteiro sugeriu que essas mulheres criem uma associação para melhor organizar o grupo. Nesta terça-feira (19), o ele irá se encontrar com o governador Wilson Martins para realizar a solicitação formal.

Fonte: Ascom