Deputado quer criação do 'Bolsa Arma' para cidadãos se defenderem

Segundo ele,o governo deve oferecer R$ 1 mil para a compra da arma.

O Estatuto do Desarmamento é uma máquina de divergência de opiniões em todo o Brasil. E um projeto de lei do deputado de Goiás Major Araújo, fez aumentar ainda mais essa polêmica. O político defendeu a criação do ‘Bolsa Arma’, que segundo ele, o governo tem que dar a quantia de R$ 1 mil reais para o cidadão poder comprar uma arma.

Ainda de acordo com ele, a proposta é voltada para ajudar o pai de família a se proteger. “O cidadão tem o direito de se proteger e proteger os seus familiares. O governo deve dar R$ 1 mil reais para ele adquirir uma arma de fogo porque uma pessoa de bem tem que ter pelo menos uma chance de defesa”, afirmou.

Mas para assegurar ainda mais, a proposta do deputado segue as mesmas regras do Estatuto, ou seja, só pode ter uma arma quem tiver idade mínima de 25 anos, não possuir passagem pela policia, comprovar sanidade mental, fazer curso para saber manusear uma arma e não possuir registro de arma de fogo.

Nos seus argumentos no projeto, o deputado declara que o pai de família não pode morrer que nem uma ovelha na mão dos bandidos e o Governo ter que dar o direito de defesa dessas pessoas. Ele disse ainda que o valor de mil reais não é alto. “Se o cidadão quiser uma arma melhor é só completar com o dinheiro”, disse.

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do Brasil Post