Deputado quer lei para ressocializar presos

O porjeto deve começar a tramitar nas comissões técnicas da Assembléia a partir desta semana

O deputado Paulo Martins(PT) ocupou a tribuna na sessão de hoje(22) para defender o projeto de lei de sua autoria que garante as condições de ressocialização dos egressos das penitenciárias públicas do Piauí. O porjeto deve começar a tramitar nas comissões técnicas da Assembléia a partir desta semana.

Paulo Martins começou dizendo que foi estimulado a apresentar seu projeto depois de ter participado de uma audiência do projeto ?começar de novo?, que é promovido pelo CNJ ? Conselho Nacional de Justiça, com a participação do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da Defensoria Pública e este projeto, que é dirigido no Piauí pelo desembargador Sebastião Martins, discutir as formas de reintegração na sociedade daquelas pessoas que foram obrigadas a cumprir alguma punição judicial.

Para Paulo Martins, ?o ex-preso no Brasil ainda sofre muita discriminação. . Nós sabemos que o Estado tem a obrigação de punir mas tem também também o dever de ressocializar.? Ele afirmou que 70% dos egressos dos sistema carcerário brasileiro retornam às prisões simplesmente porque não encontram novas oportunidades de ocupação no mercado de trabalho.

ELEIÇÕES - No mesmo pronunciamento o deputado classificou de surpreendente a decisão do governador Wellington Dias(PT), de permanecer no governo e não sair para disputar uma vaga do Senado.

Em seguida Paulo Martins falou da decisão do governador Wellington Dias de não mais deixar o governo para se candidatar, conforma estava anunciado para a sexta-feira(19) passada. O deputado classificou de ?surpreendente e corajosa a decisão do governador, que demonstrou ser um homem que tem compromissos com o Piauí, compromissos com a educação, com a saúde da população; com o saneamento básico, com a infraestrutura, enfim, com o projeto de governo que está levando o Piauí rumo ao desenvolvimento?.

Em aparte, o deputado Deusimar Brito Tererê(PSDB), disse que ?o governador Wellington Dias só fez muito foi zuada depois de tomar um litro de coca-cola com montila, na sexta-feira, depois de passar uma semana anunciando hora que ia apoiar JVC, hora que ia apoiar o Wilsão e depois todo mundo viu no que deu...?

Também em aparte o deputado João de Deus(PT) disse que ?a oposição e parte da imprensa estão desesperados com a decisão do governador, pois ela mostra que a base está unida e agora nem o prefeito Sílvio Mendes terá coragem de deixar a prefeitura para ser candidato a governador?.

Já o deputado Leal Júnior(DEM), disse que a decisão do governador Wellington Dias só serviu para desorientar mais ainda o deputado Tererê(PSDB).

Fonte: Alepi, www.alepi.pi.gov.br