Deputado Ronaldo Nogueira solicita uma CPI de falhas em serviços de telefonia celular

Deputado Ronaldo Nogueira solicita uma CPI de falhas em serviços de telefonia celular

Nogueira formalizou a solicitação diante da mesa diretora da Câmara dos Deputados

O deputado Ronaldo Nogueira (PTB) pediu nesta quarta-feira à Câmara que crie uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as falhas no serviço de telefonia celular no país, que nas últimas semanas levaram o governo a punir várias empresas.

Nogueira formalizou a solicitação diante da mesa diretora da Câmara dos Deputados, e para aprová-la precisará obter o apoio de pelo menos 171 legisladores.

O deputado sustentou que as operadoras de telefonia celular cobram "as tarifas mais altas do mundo" e que oferecem em troca "serviços péssimos", que no mês passado levaram o governo a pressioná-las para que façam novos investimentos e melhorem o atendimento a seus clientes.

Como exemplo, o parlamentar lembrou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) chegou a proibir no mês passado a venda de linhas das operadoras TIM, Oi e Claro em várias regiões do país, por não estarem em condições de responder à demanda.

A medida foi suspensa duas semanas depois de adotada, depois que as empresas se comprometeram a realizar novos investimentos a fim de melhorar seus serviços e reduzir suas tarifas.

A Vivo, do grupo Telefônica, que lidera o setor, foi a única das grandes operadoras que não chegou a ser sancionada, mas ainda assim a Anatel exigiu que apresente um plano para corrigir supostas deficiências denunciadas pelos clientes.

O ministro de Comunicações, Paulo Bernardo, considerou "desnecessário" que o Congresso se dedique a investigar um assunto que começou a ser resolvido.

"Se a investigação é para isso, acho que é um desperdício", declarou o ministro hoje a jornalistas, explicando que o estipulado com as empresas permitirá que a tarifa média por minuto, que é de R$ 0,45, baixe para R$ 0,31 no prazo de dois anos. EFE

Fonte: Yahoo