Deputado Tererê denuncia que Estado está quebrado

Deputado Tererê denuncia que Estado está quebrado

Tererê leu um discurso, denunciando a blindagem de alguns assessores do Governo do Estado

 O deputado estadual Deusimar Brito “Tererê” (PSDB) disse que o governo está quebrado, “trincou, quebrou em bandas”, citando as manchetes de portais – “Piauí está quebrado” - e do jornal O DIA – “Piauí tem R$ 1 bilhão empenhado” -, que estampam informações completamente opostas sobre a situação financeira do Estado.

“O jornal diz que o Piauí tem empenhado, eu digo enterrado, mais de R$ 1 bilhão. Vão brincar com a cara dos otários, comigo não. Esse dinheiro nunca vai chegar ao Piauí. Não chegará em Parnaíba, nem em São João, nem em Oeiras, em São Raimundo Nonato. Onde está o dinheiro que eles sempre anunciam em páginas de jornal? Coitado do Piauí.

Último lugar em desenvolvimento, mas as manchetes dos jornais falam que existe um bilhão em obras do programa de agonia do cidadão. Não deixaram o vice-governador crescer porque sabiam que ele seria pesado. Nós não agüentamos mais, tem que acabar com essa realidade, dar oportunidade aos jovens. A verdade é que o Piauí está quebrado. Quem receber o Piauí vai ter um estado como arroz de terceira, bem quebradinho, miudinho”, adverte.

Tererê leu um discurso, denunciando a blindagem de alguns assessores do Governo do Estado. “Quem não lembra da Lucile Moura. Sumiu, desapareceu, escafedeu-se. Cadê o escândalo da Engerpi? Nada aconteceu. Cadê o Luciano Paes Landim? O ex-prefeito de São Pedro? Sem falar em Roberto John, o pioneiro nos desmandos do PT?...Na gaveta de quem dormem criminosamente os processos da Engerpi? O que já se apurou sobre a locação desenfreada e superfaturada de veículos, muitos dos quais usados nas caravanas do aniversário do PT? O que o TCE fez para dar uma satisfação à sociedade.

O Tribunal de Contas tem que fazer o seu papel, o Ministério Público tem que fazer o seu também”, defendeu. O deputado Mauro Tapety (PMDB) reforçou o discurso do deputado Tererê, afirmando que se somados os recursos estampados em manchetes o Piauí já teria recebido mais de R$ 300 bilhões,entre 2003 e 2007. “O Piauí não seria mais o Piauí, mas um paraíso, estaria transformado.

A verdade é que o PAC de Timon é maior que o do Piauí. É mentira que o porto de Luis Correia está sendo construído. Lá só tem 30 trabalhadores na obra. Como se constrói um porto com 30 pessoas?”, questionou Mauro Tapety, lembrando o aluguel de carros, que seria o maior escândalo da atual administração.

Outro a apartear o deputado Tererê foi Marden Menezes, para denunciar que o dinheiro arrecadado no Detran-PI estaria ficando retido na Secretaria de Fazenda e que há indícios de que o mesmo ocorre com o dinheiro que é descontado dos servidores para o Iapep-Saúde. “Há sérios indícios, há indicadores de que a máquina estatal estaria sendo usada em benefício de algumas pessoas.

O Piauí vai se transformar em um canteiro de obras inacabadas”, disse Marden Menezes. Tererê disse que a coisa pública está sendo vigiada pelos deputados. “Quantos gatunos de colarinho branco o TCE já puniu? Quantos o Ministério Público já denunciou. Afinal, esses senhores togados estão ganhando polpudos salários para defender o quê? Até quando teremos que esperar que as licitações frauduletas sejam montadas para enganar a sociedade? Vamos torcer para que o governo que possa assumir e mudar a atual realidade”, concluiu o deputado.

Fonte: Alepi, www.alepi.pi.gov.br