Deputado Tiririca engana-se em votação na Câmara e aprova proposta do salário mínimo a R$ 600

Deputado Tiririca engana-se em votação na Câmara e aprova proposta do salário mínimo a R$ 600

O valor defendido pela presidente Dilma Rousseff é de R$ 545.

Segundos depois de dizer que apoiaria o governo e seu partido na discussão sobre o salário mínimo, o deputado Tiririca (PR-SP) votou a favor dos R$ 600, apresentado pelo PSDB.

O valor defendido pela presidente Dilma Rousseff é de R$ 545.

Questionado, ele disse que tinha votado não. Informado que na listagem oficial da Câmara tinha saído sim, afirmou: "Ih, então eu votei não e saiu sim".

Sobre as discussões que duram cerca de nove horas na Câmara, disse que tudo "era muito diferente".

No plenário, Tiririca costuma sentar do lado dos principais partidos da oposição, DEM e PSDB.

A emenda de R$ 600, de autoria do PSDB, foi derrotada por 107 votos a 376 e sete abstenções.

Os deputados analisam neste momento uma segunda emenda, de R$ 560, apoiada pelo DEM e pelas centrais sindicais.

Tiririca informou que, apesar de ter sido sorteado para discursar na Câmara na última segunda-feira, preferiu adiar sua estréia no plenário. "Cedi a minha vaga, ainda está muito cedo, né?", justificou-se.

Fonte: UOL