Deputados afirmam que Dilma está sofrendo campanha difamatória por ser mulher

Fonteles disse que o verde usa a temática de defesa à vida com o sentido e interesse que “contraria a dignidade "

Para o deputado federal Nazareno Fonteles (PT), a visita realizada ontem pelo deputado federal Luiz Carlos Bassuma (PV-BA) ao Piauí, tem ?interesses eleitoreiros? contra a candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef (PT). ?Ele está vindo para fazer a campanha para o Serra, então, é um instrumento a serviço do candidato tucano. Lamento, porque é uma pessoa que tenho o maior respeito, mas infelizmente está um pouco desnorteado nesse momento, agindo de forma fanática?, argumentou Nazareno.

Em visita ao Estado, Bassuma, que concorreu ao Governo estadual da Bahia, ficando em quarto lugar, afirmou que Dilma seria uma ?subordinada? do presidente Lula e criticou a posição da petista sobre o aborto. Para ele, votar em Dilma seria ?voltar para a ditadura militar?. O deputado veio ao Estado divulgar uma caminhada a favor da vida e pela paz que acontecerá no próximo domingo, dia 24, na orla de Fortaleza-CE.

Fonteles disse que o verde usa a temática de defesa à vida com o sentido e interesse que ?contraria a dignidade e o valor ético dessa própria posição?. ?É isso que a gente lamenta e espero que, de fato, o nosso povo não seja influenciado por esse tipo de campanha que não constrói e não avança na cidadania?, afirmou Nazareno.

Apesar de Bassuma declarar que saiu do PT por ter uma posição contrário ao aborto, Nazareno rebate, argumentando que os deputados federais que decidiram sair do partido, fizeram espontaneamente. ?Ninguém foi expulso do partido por defender essa posição, assim como eu continuo defendendo a vida e sou contra o aborto, mas o partido respeita a consciência das pessoas?, frisou.

Na Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi), deputados governistas também se manifestaram na tribuna sobre o tema. O deputado Cícero Magalhães (PT) afirmou que a ?baixaria? na campanha partiu do PSDB, pois essa seria uma ?prática dos tucanos?. O deputado Marden Menezes defendeu o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, garantindo que não partiu dele nenhum tipo de ofensa à candidata do PT. A deputada Flora Isabel (PT) afirmou que Dilma ?que vem sofrendo preconceito até pelo fato de ser mulher?. Os deputados estaduais Assis Carvalho (PT), Warton Santos (PMDB), Flora Izabel (PT), Doutor Pinto (PDT) e Robert Rios (PCdoB) também fizeram apartes comentando a disputa presidencial. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte