Deputados pedem veto a mudança na Lei Antifumo em Teresina

O abaixo-assinado está sendo passado nas comunidades, escolas e órgãos pú-blicos

O veto do prefeito Elmano Férrer (PTB) à Lei Antifumo aprovada pela Câmara Municipal deverá ser apreciado novamente pelos vereadores teresinenses e já conta com o apoio dos deputados federais do Piauí.

O Comitê Estadual de Controle ao Tabagismo, que esteve em Brasília participando de um evento do Comitê Nacional, colheu assinaturas para que o veto à modificação da Lei Antifumo seja mantido.

Os representantes do Comitê, Isabel de Paula e Ricardo Cruz, foram recebidos pelos deputados federais piauienses, que assinaram um abaixo-assinado que será entregue aos vereadores de Teresina.

O documento foi assinado pelos deputados Marcelo Casto (PMDB), Assis Carvalho (PT), Iracema Portela (PP), Júlio César (DEM) e Marllos Sampaio (PMDB), além do senador João Vicente Claudino (PTB).

O abaixo-assinado está sendo passado nas comunidades, escolas e órgãos pú-blicos. De acordo com Célia Regina, técnica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e membro do Comitê Estadual, o material será entregue aos vereadores ainda na próxima semana. "Pretendemos entregar o quanto antes, pois temos pouco tempo para conversar com o presidente da mesa e manter o veto do prefeito", afirmou.

O prefeito justificou seu veto embasado em pesquisas e dados municipais, nacionais e internacionais sobre os malefícios do tabaco para fumantes ativos e passivos.

Com 10 votos favoráveis, oito contrários e uma abstenção, os vereadores de Teresina decidiram no último dia 12 de julho pelo não banimento do cigarro nos estabelecimentos abertos e parcialmente fechados de uso coletivo em Teresina.

A vereadora Rosário Bezerra (PT), foi a autora do projeto que criou a lei antifumo na capital. As alterações na legislação foram propostas pelo vereador Edson Melo (PSDB) e haviam sido aprovadas em primeira votação, no mês de abril.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte