Deputados se xingam de "vagabundo" e "patife" no Conselho de Ética

Discussão foi entre Wladimir Costa (SD-PA) e Zé Geraldo (PT-PA)

Nesta terça-feira (07), os deputados do Conselho de Ética adiaram a análise do parecer que pedia a cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A votação ficou para a quarta-feira (8).

A sessão desta terça-feira, que começou às 9h37 e durou quase cinco horas, ficou marcada por um bate-boca entre os parlamentares Wladimir Costa (SD-PA) e Zé Geraldo (PT-PA). Aos gritos de "vagabundo", "ladrão", "pilantra", "patife", "indecente" e "bandido", o sdeputados se xingaram na sessão.

O parlamentar do Solidariedade pediu a palavra depois de ser citado pelo petista, que, como líder do partido no conselho, se pronunciou para rebater críticas de Costa ao PT.

"O deputado Wladimir Costa, nem que ele lave a boca dele com soda cáustica, ele vai poder falar mal do PT [...] Está mais sujo do que pau de galinheiro, como se fala. Foi denunciado por malandragem, por falcatrua. É um picareta", declarou Geraldo.

Em sua reação, Wladimir, que chamou atenção na votação da admissibilidade do impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, em abril, ao soltar um rojão de confetes no plenário da Câmara, bateu na mesa e provocou pedidos de calma por parte do presidente do conselho. "Por favor, vamos continuar a sessão, que estava transcorrendo com toda a calma", declarou Araújo.



Fonte: Com informações do Uol