Dez ministros devem deixar os cargos hoje

Pelo menos sete ministérios serão liderados pelos secretários-executivos

Dez ministros devem entregar os cargos durante uma cerimônia na manhã desta quarta-feira (31) no Palácio do Itamaraty. Na terça-feira, (30), o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que os ministros vão deixar o cargo para se candidatar nas eleições de outubro. Os substitutos serão empossados ainda na manhã desta quarta-feira. Segundo Padilha, dos dez ministérios, pelo menos sete serão ocupados por seus respectivos secretários-executivos.

As exceções são o Ministério da Agricultura, que terá como ministro o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Wagner Rossi, e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que será liderado pela ex-secretária-executiva Márcia Lopes. O ministro das Comunicações, Hélio Costa, que também vai deixar o cargo, se reúne ainda na manhã desta quarta-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para definir seu substituto.

Os secretários-executivos que tomarão posse nesta quarta são Paulo Sérgio Passos, no Ministério dos Transportes, Márcio Zimmerman, no Ministério de Minas e Energia, Elói Ferreira, na Secretaria de Igualdade Racial, Izabella Mônica Vieira Teixeira, no Ministério do Meio Ambiente, João Santana, no Ministério de Integração Nacional, Carlos Eduardo Gabas, no Ministério da Previdência Social, e Erenice Guerra, na Casa Civil.

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, ainda vai definir se sai do governo para se candidatar. Mais cedo, na terça-feira, ele pediu ao presidente Lula 24 horas para resolver seu futuro político. O prazo para desincompatibilização previsto na legislação eleitoral termina na próxima sexta-feira (3).

Fonte: g1, www.g1.com.br