DF: Marco Maia vence e é eleito presidente da Câmara

Deputado gaúcho recebeu o apoio de 21 partidos

O deputado federal Marco Maia (PT-RS) foi eleito presidente da Câmara, após votação que durou mais de três horas na noite desta terça-feira, para o biênio 2011-2012. O gaúcho recebeu o voto de 375 deputados, contra 106 votos de Sandro Mabel (PR-GO), 16 de Chico Alencar (Psol-RJ) e nove de Jair Bolsonaro (PP-RJ). Foram 509 votos no total, sendo três em branco.

Maia contou com o apoio de 21 dos 22 partidos que compõem a Câmara e só viu a disputa se acirrar há duas semanas, quando Mabel contrariou a determinação da própria legenda de apoiar o PT e lançou uma candidatura avulsa. O PR ameaça expulsar Mabel se ele não deixar o partido até as 10h desta quarta-feira. Marco Maia também precisou enfrentar duas candidaturas de última hora, registradas hoje: a do Psol, único partido a não apoiar o petista, e a de Bolsonaro.

Na Câmara pela terceira vez, Maia, 46 anos, assumiu a presidência da Casa depois da renúncia de Michel Temer (PMDB-SP), que ocupava o cargo, para assumir a vice-presidência da República. Antes disso, ele já havia conseguido destaque nacional quando se tornou relator da CPI do Sistema de Tráfego Aéreo, entre maio e outubro de 2007.

Os outros cargos da Mesa Diretora da Casa também foram definidos nesta noite. Pela primeira vez, uma mulher vai ocupar a primeira vice-presidência da Câmara: será a deputada Rose de Freitas (PMDB-ES). O primeiro secretário da Câmara será o deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), a segunda secretaria será ocupada por Jorge Tadeu Mundalen (DEM-SP), o terceiro secretário será o deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) e a quarta secretaria será de Júlio Delgado (PSDB-MG).

As suplências de quatro secretarias serão ocupadas, respectivamente, pelos deputados Geraldo Resende (PMDB-MS), Manato (PDT-ES), Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE) e Sérgio Moraes (PTB-RS). Além da presidência, apenas outro lugar na Mesa, a segunda vice-presidência, foi disputada por mais de um candidato. Concorreram ao cargo os deputados Eduardo da Fonte (PP-PE), vencedor da eleição de hoje com 288 votos, e Rebeca Garcia (PP-AM), que apresentou candidatura avulsa ao cargo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br