Dias afirma: “As regras permanecem as mesmas”

Dias afirma: “As regras permanecem as mesmas”

Dias garantiu que a sua postura será a mesma e que as regras acordadas anteriormente com todos os membros da base aliada permanecem as mesmas.

Ao desembargar ontem no aeroporto Petrônio Portela, em Teresina, o governador foi recebido com uma série de indagações a respeito dos rumos que a base aliada tomará para a sucessão estadual. Dias garantiu que a sua postura será a mesma e que as regras acordadas anteriormente com todos os membros da base aliada permanecem as mesmas.

Respondendo as perguntas sobre o possível racha da base, Dias argumentou que é natural divergências quando há manifestação da opinião individual de muitas pessoas. ?Mas em qualquer partido, seja no meu ou em outro da base, o que vale é a posição do partido. Se trabalharmos com a posição individual de cada um sempre teremos problemas?, destacando que tem recomendado às lideranças que sigam o posicionamento do partido.

Dias citou que em dois momentos ficou claro que os critérios permanecem os mesmos. ?Na posse do diretório do PT e em uma reunião realizada recentemente no Karnak, com a presença dos quatro pré-candidatos da base. E todos reafirmaram as mesmas posições sobre as quais iremos tomar as decisões?, enumerou, acrescentando que o nome escolhido para representar a base aliada deverá sair até o início de março.

Para isso, uma série de consultas com as lideranças estão sendo realizadas e também os resultados das pesquisas estão sendo analisados para definir o nome que congregue os interesses da base. O governador afirmou que tem convicções de que conseguirá manter a unidade dentro da base. ?Tenho alertado que a disputa não é base com a base. É com a oposição?, frisou.

Indagado se haveria a necessidade de se realizar um novo encontro com os quatro pré-candidatos para se tomar um novo posicionamento a respeito da escolha do candidato, Wellington Dias foi categórico ao dizer que não há necessidade de um novo posicionamento já que os partidos concordam que as condições são as mesmas traçadas no começo das discussões do quadro sucessório. ?Se não há qualquer modificação, não vai ser pela posição de um ou outro membro de qualquer partido que as regras irão se alterar?, repetiu.

Reagindo as declarações da oposição de que a base já está rachada, Dias falou que ?tem um entendimento de que a oposição tem que cuidar da oposição?, e que cabia a ele coordenar o processo de quem é da base.

Senado - Questionado sobre sua saída para disputar uma vaga no Senado, Dias ressaltou que aguarda um entendimento do partido. ? Se o entendimento for de que será importante a minha candidatura ao senado, serei candidato. Se o entendimento for que terei que ficar para viabilizar a candidatura da Dilma, eu ficarei. A minha posição é de olhar sempre para o que há de melhor para o Piauí e não para os meus projetos pessoais?, finaliza. (M.M)

Fonte: Mayara Martins