Dilma agradece base aliada por apoio no combate à inflação

Coquetel marca encerramento do primeiro semestre no Congresso Nacional.



Em coquetel no Palácio da Alvorada, a presidente Dilma Rousseff fez um agradecimento nesta quarta-feira (13) aos líderes dos partidos da base aliada pela ?parceria? durante o primeiro semestre deste ano.

Segundo a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, a presidente ressaltou a aprovação de projetos, a ajuda em relação a medidas de ajuste fiscal e a aprovação da política de reajuste do salário mínimo.

?O coquetel foi num clima extremamente agradável. Houve da parte da presidenta um agradecimento explícito e extremamente enfático pela parceria e pelo esforço no trabalho destes primeiros seis meses?, afirmou a ministra.

De acordo com Ideli, Dilma citou o exemplo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que tem tido dificuldades na negociação com o Congresso para o aumento do limite da dívida norte-americana.

?Ela fez uma observação de forma muito clara no caso da aprovação do salário mínimo. Inclusive fazendo uma referência explícita de que, se não tivéssemos tido a capacidade política de aprová-lo dentro da regra, não estaríamos tendo as condições de fazer o ajuste fiscal que o Brasil conseguiu fazer a própria redução da inflação, que já está acontecendo?, relatou a ministra das Relações Institucionais.

Segundo ela, os cortes no Orçamento feitos aqui no Brasil ajudaram a reverter a expectativa negativa de aumento da inflação.

?Agora, que nós conseguimos ter uma reversão da expectativa, nós temos uma situação não para a gente se despreocupar, mas uma situação com mais tranquilidade no sentido de que é possível fazer com que a inflação volte para dentro da meta?, disse Ideli.

Dnit

Ideli afirmou que o governo ainda não tem definição sobre a situação do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, afastado do cargo após denúncias de superfaturamento de obras do governo.

?Nós não temos qualquer tipo de definição. Nem tratamos desse assunto. Para nós é importante que o Ministério dos Transportes execute as obras importantíssimas que esse ministério tem responsabilidade de tocar?, afirmou a ministra.

Dilma não citou as denúncias de superfaturamento em obras que levaram à demissão do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Para Ideli, a presença dos líderes do PR ? legenda do ex-ministro ? demonstra que o episódio está superado.

?Estamos com a situação, eu entendo, absolutamente superada. É tocar, é página virada. É tocar é trabalhar porque é isso que a população espera do governo?.

Fonte: g1, www.g1.com.br