Dilma comemora ausência de câncer em exames de Lula

Dilma comemora ausência de câncer em exames de Lula

A presidente disse ter recebido um telefonema de Lula antes de sair para o jantar que inaugurou a IV Cúpula dos Brics

A presidente Dilma Rousseff comemorou nesta quarta (28), na em Nova Déli, na Índia, a notícia de que os mais recentes exames realizados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não indicam mais a presença de câncer na laringe. O ex-presidente fez tratamento durante cinco meses, mas os médicos ressalvam que só se poderá falar em cura após cinco anos de resultados negativos dos exames.

A presidente disse ter recebido um telefonema de Lula antes de sair para o jantar que inaugurou a IV Cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) com os presidentes dos países do grupo. "Falei com ele. Está tudo superado", declarou a presidente, ao retornar ao hotel. "A notícia é muitíssimo boa. Ele deve estar comemorando até agora", afirmou a presidente;

"De uma certa forma, eu já esperava esta notícia. Mas, ter certeza é muito bom, né, gente?", declarou . Indagada se estava feliz, respondeu: "É claro. Cá para nós, né?". Quando era ministra do governo Lula, Dilma enfrentou um câncer câncer linfático, diagnosticado em 2009, antes da campanha presidencial, e se recuperou depois de sessões de quimioterapia.

Nesta quarta (28), o Hospital Sírio-Libanês informou que os exames realizados por Lula mostram "ausência de tumor visível". O ex-presidente teve câncer de laringe diagnosticado em outubro do ano passado.

A partir de maio, o ex-presidente se submeterá a avaliações trimestrais. Os médicos dizem que ainda não se pode falar em cura - isso só será possível após cinco anos de resultados negativos dos exames. O ex-presidente fez tratamento durante cinco meses, que consistiu em três ciclos de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia.

Conforme nota do hospital, foram realizados exames de ressonância nuclear magnética e laringoscopia, que revelaram "apenas leve processo inflamatório nas áreas submetidas à radioterapia". O ex-presidente seguirá, segundo o hospital, com sessões de fonoaudiologia.

Leia abaixo a íntegra do boletim médico divulgado pelo hospital:

"BOLETIM MÉDICO

28/3/2012

11h50

O ex-presidente da República, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, esteve no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na manhã de hoje (28/03), para realização de exames e avaliação dos resultados do tratamento ao qual foi submetido.

Foram realizados exames de ressonância nuclear magnética e laringoscopia, que mostraram a ausência de tumor visível, revelando apenas leve processo inflamatório nas áreas submetidas à radioterapia, como seria esperado.

O ex-presidente continua realizando sessões de fonoaudiologia e iniciará programação de avaliações periódicas.

A equipe médica que o assiste é coordenada pelos Profs. Drs. Roberto Kalil Filho, Artur Katz, Paulo Hoff, João Luís Fernandes da Silva, Luiz Paulo Kowalski e Rubens de Brito Neto.

Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira Dr. Paulo Cesar Ayroza Galvão

Diretor Técnico Hospitalar Diretor Clínico"

Fonte: G1