Dilma determina mais segurança na Copa e estuda pronunciamento oficial

O encontro no Palácio do Planalto serviu para que Dilma pedisse mais segurança

A presidente Dilma Rousseff (PT) recebeu, na manhã desta sexta-feira (21), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, para discutir os excessos da polícia durante as manifestações nas cidades que sediam jogos da Copa das Confederações.

O encontro no Palácio do Planalto serviu para que Dilma pedisse mais segurança no entorno dos estádios durante todo o evento.

Durante todo o dia, a presidente liderou reuniões setoriais para discutir os protestos em todo o país e, principalmente, o aumento dos atos de vandalismo e violência das últimas manifestações. Na noite de quinta-feira (20), Dilma havia pedido o reforço na segurança dos ministérios, após a tentativa de invasão dos manifestantes ao prédio do Itamaraty, como revelou a um site.

Após o encontro com Cardozo e Rebelo, Dilma se reuniu com o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, para receber o retorno do diálogo do governo com os movimentos sociais. Desde a gestão do ex-presidente Lula, Carvalho é o responsável pelo setor.

O vice-presidente, Michel Temer (PMDB), também conversou com Dilma sobre os protestos. Outros peemedebistas foram ouvidos pela presidente, além dos ministros Aloizio Mercadante (Educação) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil).

O objetivo de todas as reuniões é traçar uma estratégia de ação para o governo e definir se Dilma irá ou não fazer um pronunciamento oficial sobre os protestos que tomaram o país.

Fonte: Terra, www.terra.com.br