Dilma diz que Aécio praticou nepotismo ao nomear familiares para cargos públicos

Aécio disse que em sua campanha ouve de eleitores que quer que ele "liberte o Brasil do PT".


A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), manifestou, durante debate organizado pela Band na noite desta quarta-feira (4), indignação com as denúncias feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. A afirmação foi feita em resposta a questionamento do adversário Aécio Neves (PSDB).

Aécio rebateu e disse que em sua campanha ouve de eleitores que quer que ele "liberte o Brasil do PT". "Candidato, a minha indignação a relação a tudo que acontece inclusive no caso da Petrobras é a mesma de todos os brasileiros. A minha determinação de punir os culpados é total. O que eu considero é que nós saibamos tudo sobre esse processo. Considero ainda que é fundamental que o país pare de ter impunidade. Investiga, ou finge investigar e não pune. Nós mudamos essa realidade", afirmou a petista. Até então, Dilma tinha centrado suas críticas à divulgação das denúncias do esquema em meio à reta final das eleições. Dentro da campanha petista, aliados de Dilma defendiam que ela manifestasse indignação com as denúncias para sair da defensiva quando confrontada com o tema.

Na resposta a Aécio, Dilma citou os escândalos de corrupção da gestão de Fernando Henrique Cardoso e acusou os tucanos de não investigarem os casos. "Onde estão os envolvidos com o caso Sivam?? Todos soltos!! Os envolvidos com a compra de votos da reeleição? Todos soltos!! Os envolvidos na Pasta Rosa? Todos soltos!! Os envolvidos no caso do mensalão tucano? Todos soltos!! O que eu não quero é isso, candidato. eu quero todos os culpados presos. Corruptos e Corruprores !!" Na réplica, Aécio afirmou que Dilma não demitiu Paulo Roberto Costa e chegou a agradecê-lo "pelos serviços relevantes" prestados na estatal. "O que acontece na Petrobras é algo extremamente grave. Estou aqui com a ata em que Paulo Roberto renuncia. Ao contrário do que a senhora disse, a senhora não o demitiu. Ele renunciou. Está aqui 'agradeço pelos serviços relevantes'. Que serviços são esses? A senhora não tem tomado a atitude que o Brasil espera sobre esse caso".Na treplica Dilma disse que Paulo Roberto foi demitido em 2012 e aí começou a investigação que o levou agora a cadeia, voltando a lembrar os casos de corrupção de FHC que nunca houve punição.

Na pergunta seguinte, Dilma acusou Aécio de construir o aeroporto de Cláudio (MG) para beneficiar a suas própria família e afirmou que o tucano praticou nepotismo ao nomear familiares para cargos públicos em Minas Gerais. "Eu quero dizer que o nepotismo é crime. O senhor teve uma irmã, três tios e três primos no seu governo." Na resposta, Aécio afirmou com força  que a adversária mente. "A senhora tem a obrigação agora de dizer onde minha irmã trabalha. (...) Sua propaganda é uma mentira, ela não trabalha !!.A senhora mente aos brasileiros para ficar no governo. Numa campanha faz-se o diabo. Eleve o nível desse debate. Eu terminei meu mandato sem qualquer denúncia. Não respondo a nenhum processo. Dilma disse na resposta a Aécio que o MPF encaminhou o processo do aeroporto para ser feita denuncia por improbidade administrativa "sabe que é isso telespectador, mau uso dos recursos publicos "!

Fonte: UOL