Dilma diz que Brasil está mais forte para enfrentar a crise

Dilma diz que Brasil está mais forte para enfrentar a crise

Após o agravamento da crise de 2008, o governo reduziu o compulsório para irrigar os bancos

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (5) que o Brasil tem mais condições de enfrentar a atual crise econômica internacional do que tinha à época da crise de 2008.

"Hoje o Brasil ainda está mais forte do que estava em 2008. Em 2008, nos tínhamos condição de enfrentar a crise quando ela veio. Hoje, nós temos mais condições", disse Dilma durante lançamento de programa de inclusão produtiva estadual em Salvador.

A presidente destacou como armas do país para combater os efeitos da crise as reservas internacionais do Brasil e os depósitos compulsórios.

"Hoje, nós temos 70 por cento a mais de reservas internacionais. A gente, hoje, tem mais de 348 bilhões de dólares", disse.

"E tínhamos dinheiro para que, se fechasse o crédito internacional, a gente fornecesse. Naquela época, a gente tinha o que se chama de compulsório de R$ 220 bilhões, hoje nós temos R$ 420 bilhões."

Após o agravamento da crise de 2008, o governo reduziu o compulsório para irrigar os bancos e garantir a oferta de crédito no mercado interno.

"O Brasil hoje continua tendo capacidade de enfrentar a crise que vem de fora."

A presidente destacou ainda as medidas de incentivo e proteção à indústria nacional, anunciadas nesta semana pelo governo, para dar competitividade ao setor produtivo local --que sofre com um real forte-- diante de um aumento na importação de produtos manufaturados.

Segundo Dilma, o governo vai proteger a indústria brasileira "de forma sistemática".

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br