Dilma diz que irá ao Senado se defender contra o impeachment

A votação final do processo deverá ocorrer no fim de agosto

Em entrevista à Rádio Itatiaia, de Minas Gerais, a presidente afastada Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira que irá ao plenário do Senado fazer, pessoalmente, sua defesa quando do julgamento final do impeachment. Ela disse que não foi à comissão do impeachment, porque “precisa do voto do conjunto dos senadores e não de parte dos senadores”.

A petista disse acreditar que é possível reverter o processo no impeachment em seu favor. E disse que seu coração continua valente — em referência ao lema de sua campanha de reeleição —, mas está “dolorido”. A votação final do processo de impedimento no plenário do Senado deverá ocorrer no fim de agosto.

— Eu não fui à comissão justamente pelo fato de que a comissão é uma comissão, não tem o conjunto dos senadores, e eu preciso do voto do conjunto dos senadores, não de parte dos senadores. Nosso interesse é falar para todos os senadores. Essa oportunidade que eu tenho, garantida pela Constituição, eu vou utilizá-la — disse.

Image title




Fonte: Com informações do Jornal Extra