Dilma embarca para viagem de uma semana a França e Rússia

Dilma embarca para viagem de uma semana a França e Rússia

Presidente deixou Brasília neste domingo e só deve retornar no sábado.

A presidente Dilma Rousseff deixou Brasília na manhã deste domingo (9) rumo à Europa, onde realiza visitas de Estado à França e à Rússia. Em Paris e Moscou, ela cumpre extensa agenda, incluindo reuniões bilaterais, encontros com autoridades e eventos empresariais. O retorno a Brasília está previsto para sexta (14), com chegada no próximo sábado, segundo o Itamaraty.

Dilma deve chegar a Paris na madrugada desta segunda, dia em que não deverão ocorrer compromissos. Os encontros oficiais devem começar somente na terça-feira (11), com recepção no Hôtel des Invalides, palácio do governo e museu das armas, onde será recebida com revista de tropas pelo presidente François Hollande.

Será o segundo encontro de Dilma com o Hollande, no cargo desde maio. Antes, eles haviam conversado na Rio +20, em junho. Como parceiros estratégicos, Brasil e França têm cooperação nas áreas de defesa, desenvolvimento sustentável, transportes, energia, comércio, ciência tecnologia, aeroespecial, educacional e cultural, que devem fazer parte da conversa.

Temas de interesse mundial, como ações de recuperação frente à crise financeira internacional, conflitos no Oriente Médio e norte da África, também devem tomar parte do diálogo, além da reforma das instâncias de governança global, especialmente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Ainda na terça, está previsto encontro de Dilma com o presidente da Assembleia Nacional (semelhante à Câmara dos Deputados), Claude Bartolone, e com o presidente do Senado, Jean-Pierre Bel, ambos do Partido Socialista, o mesmo de Hollande. Outro encontro previsto é com o prefeito de Paris, Bertrand Delanoë.

Ainda na terça, Dilma tem compromissos fora do círculo de autoridades. Participa do Fórum pelo Progresso Social, seminário organizado pelo Instituto Lula, onde deve se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma deve discursar no evento, que tem como foco o crescimento econômico como motor para a recuperação da crise.

O dia termina com um jantar, oferecido pelo presidente François Hollande.

Na quarta-feira (12), a presidente ainda participa do Seminário Brasil-França: Desafios e Oportunidades de uma Parceria Estratágica, promovido pelo Movimento das Empresas da França (Medef, Mouvement des Entreprises de France), principal entidade empresarial do país. Ela embarca no meio da tarde para a Rússia.

Rússia

Dilma deve chegar a Moscou na quinta-feira (13). Na Rússia, estão previstas reuniões bilaterais com o primeiro-ministro Dmitri Medvedev e com o presidente Vladimir Putin. Na pauta, assuntos de interesses dos dois países, que também têm parceria estratégica, como cooperação econômica, geopolítica internacional e segurança.

Fonte: G1