Dilma falta a reunião do PT e recebe críticas de Dirceu

O principal crítico da ausência de Dilma na reunião no DF é o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, para quem a ausência da presidente é "inaceitável"

A presidente Dilma Rousseff não participará da reunião nacional de líderes do Partidos dos Trabalhadores (PT) na tarde deste sábado, em Brasília, sob o pretexto de um encontro ministerial para debater o esquema de segurança da visita do Papa durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na próxima semana. A decisão de Dilma, no entanto, gerou críticas por parte do seu partido, segundo as quais a mandatária estaria se afastando de uma crise política na qual ela ocupa o epicentro. As informações são dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo.

O principal crítico da ausência de Dilma na reunião no DF é o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, para quem a ausência da presidente é "inaceitável" e representa uma atitude de desrespeito ao PT. Nos bastidores, no entanto, circula a informação de que a desistência da presidente em participar do encontro representa sua contrariedade à nomeação de Candido Vaccarezza (PT-SP) para a comissão criada para a discussão da reforma política no Congresso. O nome de Vaccarezza - que defende que o plebiscito da reforma não saia este ano - foi bancado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao passo que a preferência de Dilma recaía sobre o deputado Henrique Fontana (PT-RS). Ainda hoje o partido governista deve soltar uma nota em que se afasta da posição de Vaccarezza e mantém o apoio ao plebiscito.

Fonte: Terra