Dilma fica com 37% e Marina cai para 30% no primeiro turno, aponta Datafolha

Dilma fica com 37% e Marina cai para 30% no primeiro turno, aponta Datafolha

Datafolha: Dilma soma 37%, Marina, 30%, e Aécio, 17%

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, abriu vantagem sobre a ex-ministra Marina Silva (PSB) no primeiro turno da eleição presidencial de outubro, com 37% das intenções de voto ante 30% da principal adversária, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira.

Dilma passou de 36% na pesquisa anterior, realizada em 8 e 9 de setembro, para os atuais 37%, enquanto Marina caiu de 33% para 30%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, foi de 15 para 17% das intenções de voto, recuperando um pouco de terreno.

Em uma simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a vantagem da candidata do PSB caiu de 4 pontos no levantamento passado para 2 pontos atualmente. Marina apareceu com 46% das intenções de voto (tinha 47%) e Dilma está com 44% (tinha 43%).

As duas candidatas estão empatadas tecnicamente no segundo turno, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos.

Num eventual segundo turno entre Dilma e Aécio, a presidente venceria por 49% a 39%, de acordo com a pesquisa. No levantamento anterior, Dilma tinha vantagem de 49% a 38% sobre o tucano.

A vantagem maior de Dilma sobre Marina pode indicar que a presidente não foi afetada pelas denúncias de ex-diretor da Petrobrás que, segundo vazamentos de depoimentos publicados na mídia, apontam para um suposto esquema de propinas a políticos e partidos da base governista.

Marina, por outro lado, pode estar sofrendo com os ataques que tem recebido tanto de Dilma como de Aécio.

Enquanto Dilma ataca Marina sobre a exploração do pré-sal e sobre a formalização da independência do Banco Central, com propagandas que a candidata do PSB classifica como falsas, Aécio tem apontado para o que chama de inconsistências da ex-senadora e procurado colar nela a imagem de uma espécie de segunda candidatura do PT.

De acordo com o levantamento, publicado pelo jornal Folha de S.Paulo, Marina caiu nas intenções de voto no primeiro turno em quatro das cinco regiões do país, à exceção da região Nordeste, onde foi de 31 para 32%.

No Sudeste, única região onde a candidata do PSB aparece em primeiro lugar, a vantagem dela sobre Dilma caiu de 8 para 4 pontos, passando de 36% a 28% para 32% a 28%. Dilma lidera nas outras regiões.

Outro dado preocupante para Marina é o aumento da rejeição à candidata, que passou de 18 para 22%. Dilma tem a maior rejeição, 33%, enquanto a rejeição a Aécio é de 21%, de acordo com o Datafolha.

A pesquisa mostrou também que a avaliação ótima/boa do governo Dilma passou de 36 para 37%, enquanto as avaliações regular e ruim/péssimo permaneceram estáveis em 38 e 24%, respectivamente.

O Datafolha entrevistou 5.340 pessoas nos dias 17 e 18 de setembro, em 265 municípios.

Resultados da pesquisa:

- Dilma Rousseff (PT): 37%
    - Marina Silva (PSB): 30%
    - Aécio Neves (PSDB): 17%
    - Pastor Everaldo (PSC): 1%
    - Luciana Genro (PSOL): 1%
    - Eduardo Jorge (PV): 1%
    - Zé Maria (PSTU): 0%*
    - Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
    - Eymael (PSDC): 0%*
    - Levy Fidelix (PRTB): 0%*
    - Mauro Iasi (PCB): 0%*
    - Branco/nulo/nenhum: 6%
    - Não sabe: 7%

Segundo turno


O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 46% e a do PT, 44%. Na semana passada, Marina, com 47%, e Dilma, com 43%, também estavam tecnicamente empatadas.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 39% (49% a 38% na semana anterior).

O instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 49% a 35% para a candidata do PSB (ante os 54% a 30% do último levantamento).

 

O Datafolha ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem 
realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

    - Dilma Rousseff: 30%
    - Marina Silva: 24%
    - Aécio Neves: 12%
    - Outras respostas: 1%
    - Em branco/nulo/nenhum: 6%
    - Não sabe: 26%

Rejeição

A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

    - Dilma Roussef: 33%
    - Marina Silva: 22%
    - Aécio Neves: 21%
    - Pastor Everaldo: 21%
    - Zé Maria: 18%
    - Levy Fidelix: 18%
    - Eymael: 17%
    - Luciana Genro: 16%
    - Rui Costa Pimenta: 15%
    - Eduardo Jorge: 15%
    - Mauro Iasi: 14%

Avaliação da presidente

A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 37% dos entrevistados, que se refere aos entrevistados que classificaram o governo como “ótimo” ou “bom”.

Os que julgam o governo “ruim” ou “péssimo” são 24%, segundo o Datafolha. Para 38%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

    O resultado da avaliação é:
    - Ótimo/bom: 37%
    - Regular: 38%
    - Ruim/péssimo: 24%
    - Não sabe: 2%

A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 6,1.

Fonte: MSN