Dilma fica em 30º lugar em lista dos 50 mais poderosos do mundo

Business Insider destaca Dilma por comandar o maior país

A presidente Dilma Rousseff ficou na 30ª posição na lista das 50 pessoas mais poderosas do mundo publicada pelo site de notícias econômicas e de tecnologia Business Insider.

Image title

Pelo levantamento, a brasileira está logo à frente do aiatolá iraniano Ali Khamenei (32º lugar) e do rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz al Saud (31º), assim como da francesa Christine Lagarde (35ª posição), diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas fica atrás de executivos e empresários como o bilionário chinês Wang Jianlin (29º), cuja fortuna é estimada em US$ 33,5 bilhões e é proprietário de 20% do clube espanhol Atlético de Madri, e do CEO da Apple e sucessor de Steve Jobs, Tim Cook (28ª colocação).

O Business Insider destaca Dilma por comandar o maior país da América Latina, sétima maior economia do mundo, e pelas políticas de erradicação da miséria, mas também cita que o segundo mandato está marcado pela crise econômica - em 2015, o Brasil entrou oficialmente em recessão e a depreciação do real atingiu 45%, segundo o site - e pela política.

A publicação menciona os protestos contra o governo, os pedidos de impeachment, o recorde de reprovação da presidente e os escândalos de corrupção envolvendo a Petrobrás. O site faz a ressalva de que Dilma "tem alegado inocência".

Na liderança do ranking está o americano Barack Obama, seguido pelos presidentes da China, Xi Jinping, e da Rússia, Vladimir Putin.

Fonte: Com informações do Brasil Post